Judeus ortodoxos pedem que Bar não se case com Di Caprio

Grupo Lehava, integrado por judeus ortodoxos, alega que o ator não é de origem judaica

EFE,

12 de março de 2010 | 20h58

O grupo Lehava, integrado por judeus ortodoxos, pediu esta semana à modelo israelense Bar Rafaeli que não se case com o ator americano Leonardo di Caprio, porque este não é de origem judaica e a união dos dois contribuiria para a extinção dos hebreus de 'puro sangue'.

 

Segundo a edição desta sexta, 12, do jornal "Ha'aretz", recentemente a modelo recebeu uma carta do colono ultraortodoxo Baruch Marcel, que, em nome do grupo Lehava, pede que ela não se case com o protagonista de "Titanic", para "não danar as gerações futuras" ao misturar seu sangue com o de um "gentio" (não judeu).

 

"Você não nasceu judia por acaso", diz Marcel na carta, na qual acrescenta: "Seu avô e sua avó não sonharam que um descendente tiraria futuras gerações da família do povo judeu".

 

O autor da carta assegura não ter nada contra Di Caprio nem duvida que ele seja "um ator com talento". Mas avisa que "a assimilação foi sempre um dos inimigos do povo hebreu" e faz um apelo para que a modelo pense com a razão e "olhe para frente e para trás, e não apenas para o presente".

 

Segundo o "Ha'aretz", o Lehava é uma organização que se dedica a "oferecer assistência" a mulheres judias que mantêm relações" com "não judeus" para evitar que casamentos sejam consumados, especialmente se aqueles forem árabes.

Mais conteúdo sobre:
DiCaprio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.