Jovens bailarinos revivem fábula de Pinóquio em SP

A clássica história do travesso boneco Pinóquio ganha hoje e amanhã, no Teatro Municipal, uma adaptação que levará ao palco 350 pares de pés mais do que animados. Batizado de "Pinochianas", o espetáculo inspirado na célebre obra de Carlo Collodi será dançado pelos alunos de 8 a 18 anos da Escola de Dança de São Paulo, antiga Escola Municipal de Bailados, instituição ligada ao Teatro.

AE, Agência Estado

20 de dezembro de 2011 | 09h42

Com direção-geral de Susana Yamauchi, a fábula foi divida em 14 cenas, que serão apresentadas por alunos do primeiro ao sétimo ano do tradicional curso de dança. "A montagem foi desenvolvida em aula desde o começo do ano letivo. Assim, tudo é criado coletivamente com os professores e os alunos", explica Susana, que também assumiu neste ano a direção da escola.

A escolha da saga do menino de madeira que sonha ser uma criança de verdade foi feita por tratar de temas que são comuns à infância. "Pinóquio traz uma discussão sobre limites e também afetividade, prazeres e facilidades. É uma história muito atual", diz ela. "Embora tenha sido escrita em 1883, fala sobre a vida dessas crianças. Fica fácil se identificar."

Criada especialmente para o espetáculo, a música é assinada pelo clarinetista Ed Cortês, conhecido pelas trilhas de filmes nacionais, como "Abril Despedaçado", "Não Por Acaso" e "Cidade de Deus". Em cena, o papel do protagonista é revezado pelos bailarinos, que vivem o boneco em diferentes passagens. "Optamos por não ter apenas um Pinóquio no espetáculo. Então, o protagonismo é dividido entre os 350 bailarinos", diz.

Além da emoção dos pais, que terão a chance de ver os filhos se apresentarem em um dos palcos de maior prestígio na cidade, os pequenos têm a oportunidade de aprender a se comportar num teatro desse porte e ainda um estímulo a mais para continuar os estudos. "É uma forma deles entenderem a coxia e saberem como o artista deve se portar dentro e fora do palco", aponta Susana. "É a primeira vez que a escola toda se apresenta nessas condições. Também é uma ótima forma de celebrar o centenário do Municipal."

Fundada em 1940, a Escola de Dança de São Paulo mudou de nome em maio deste ano. A mudança é um reflexo dos novos planos para a instituição, que, além do balé clássico, passa a ter como eixo a dança contemporânea. "Nosso plano é, futuramente, nos tornar um centro de excelência de dança", afirma a diretora. Para quem tem filhos e filhas, de 7 a 13 anos, que se interessam pelas sapatilhas, as inscrições para o processo seletivo 2012 do programa de formação em dança vão até quinta-feira. Os interessados devem se encaminhar à escola (Baixos do Viaduto do Chá, s/n). A seleção está marcada para os dias 18, 19 e 20 de janeiro. O curso é gratuito. As informações são do Jornal da Tarde.

Pinochianas - Teatro Municipal (Praça Ramos de Azevedo, s/n). Tel. (011) 3397-0327. Hoje e amanhã, às 20h. Ingressos: de R$ 10 a R$ 20. 60 minutos. Livre.

Tudo o que sabemos sobre:
dançaPinóquioMunicipal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.