Jovens americanos querem reproduzir livros no Twitter

Compilações de obras como A Divina Comédia e Harry Potter na rede social se chama 'Twitteratura'

25 de junho de 2009 | 14h23

Dois estudantes de literatura da Universidade de Chicago pretendem fazer uma revolução cultural com a "twitteratura", diz uma notícia publicada na quarta-feira, 24, no site do jornal britânico The Guardian.

 

Emmett Rensin e Alex Aciman, ambos de 19 anos, criaram o conceito de "twitteratura" unindo seu objeto de estudo com o site de rede sociais Twitter. O objetivo dos estudantes é reproduzir clássicos da literatura na internet através do Twitter, que permite postagens de no máximo 140 caracteres por seus usuários.

 

Segundo os jovens, os livros reproduzidos, dentre os quais obras de Shakespeare, Dante Alighieri e até de J. K. Rowling, levariam no máximo 20 postagens, o que significa reescrevê-los em apenas 2.800 caracteres.

 

"Embarcamos em uma tentativa de colocar juntos os dois pilares culturais de nossa sociedades", disseram Aciman e Rensin.

 

Segundo os estudantes, as compilações devem ficar prontas no fim do ano e seus objetivos são criar o "livro que tem o mérito de se encaixar na blogosfera, além de ganhar o mercado literário".

Tudo o que sabemos sobre:
Twitterliteratura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.