Josh Holloway teme ser morto na série "Lost"

O ator Josh Holloway, que interpreta o sexy Sawyer em "Lost", revelou que se preocupa com o futuro de seu personagem na série de TV. "Todo mundo do elenco teme morrer. Nós só sabemos o que vai acontecer quando temos o roteiro em mãos - três dias antes das gravações", disse o ator de 37 anos em entrevista que será publicada na edição de novembro da revista "Men´s Journal". "É um assunto delicado. As pessoas têm suas casas aqui (no Havaí), filhos na escola. A maioria não tem mais 20 anos", afirmou o ator.Holloway revelou que se surpreendeu com o carinho das pessoas em relação a seu personagem. "Ainda hoje fico chocado quando vejo como elas amam o Sawyer. Acho que isso acontece porque dentro de cada um de nós existe um Sawyer, e é por isso que as pessoas se identificam com ele". Holloway, além de atuar em "Lost" vai interpretar um seqüestrador em "The Whisper", longa que deve estrear em 2007. "É um filme engraçado, mas pretendo fazer um personagem diferente depois disso, talvez um que não tenha que ficar sem camiseta o tempo todo", disse o ator.Rodrigo Santoro integra elenco de "Lost"A terceira temporada da série começou a ser exibida nos EUA no dia 4, e em breve o ator brasileiro Rodrigo Santoro deve aparecer nas telas como o mais novo sobrevivente da ilha, Paulo. Ele será o par romântico de Nikki, interpretada por Kiele Sanchez. No Brasil, ainda não há previsão, mas a temporada deve começar a ser exibida no começo de 2007. Aos 30 anos, o ator carioca, eleito pela revista "People" em sua versão em inglês como um dos homens mais bonitos de 2004, conta já com algumas participações em filmes hollywoodianos, em papéis secundários. Santoro começou a carreira em Hollywood participando do filme "As Panteras - Detonando" (2003), contracenando com Cameron Diaz, Drew Barrymore, Lucy Liu, John Cleese e Demi Moore. No mesmo ano atuou em "Simplesmente Amor", fazendo par romântico com Laura Linney."Lost" conta a história de 48 pessoas tentando sobreviver em uma paradisíaca (e hostil) ilha do Pacífico, mostrando flashes da história de vida (nada normal) de cada uma delas antes do acidente aéreo que as levou até lá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.