José Saramago casa-se com Pilar del Río outra vez

Prêmio Nobel de Literatura vivia com a tradutora há 20 anos, mas não era casado perante a lei

16 de julho de 2007 | 18h07

O prêmio Nobel de Literatura José Saramago e a jornalista e tradutora espanhola Pilar del Río casaram-se no civil em uma cerimônia ocorrida na cidade de Castril. Saramago e Pilar se casaram há quase 20 anos em uma cerimônia íntima na casa do escritor em Lisboa, mas até hoje não haviam registrado seu casamento na Espanha. Este pequeno "esquecimento" deu a oportunidade ao casal de dizer o sim novamente, em uma cerimônia oficializada pelo prefeito de Castril, José Juan López Ródenas, no local onde nasceu Pilar del Río. Por desejo expresso do casal, a cerimônia foi realizada na mais completa intimidade, com a presença de um pequeno grupo de familiares e amigos, segundo o jornal espanhol El País. Depois de dizer o tradicional "eu aceito" que, neste caso, foi um "claro que aceito" mútuo, Pilar entregou seu buquê de noiva ao prefeito para que "ele se case logo". Em seguida, a tradutora e Saramago receberam uma chuva de arroz, enquanto os amigos celebraram a união, gritando "viva os noivos!". José Saramago e Pilar del Río encerraram nesta segunda-feira um capítulo da história de amor que começou em 1986 quando ela comprou um exemplar do livro Memorial do Convento, se impressionando com a força e coragem da personagem que protagoniza o romance.  Após se encantar pela obra, Pilar, que trabalhava no canal de televisão público TVE em Andaluzia, propôs viajar para Lisboa para fazer uma entrevista com Saramago. Dois anos depois eles se casaram em uma cerimônia religiosa íntima celebrada em Castril.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.