Jornalismo da Band entra em nova fase

A estréia do Brasil Urgente, com Roberto Cabrini, o novo Jornal da Noite, com Maria Cristina Poli, e a reformulação do Jornal da Band marcam, a partir de hoje, o pontapé inicial da Rede Bandeirantes na sua nova fase jornalística. Terão início hoje, também, as operações da Central de Jornalismo - o News Center -, uma redação/estúdio de 700 metros quadrados que reúne em um único local os profissionais da área. "Não é apenas uma redação, é uma filosofia de trabalho diferente, totalmente multimídia", explica Johnny Saad, presidente da Band.A Central integra diferentes redações da Band, chegando a acomodar, em horários de pico, até 100 profissionais, entre redatores, editores, produtores, repórteres, apresentadores e câmeras. O projeto é de Luciano Cury e Joana Saad, com cenografia de Ucho Carvalho, e também conta com 10 ilhas de edição. Os diversos núcleos de produção também servem como locais de apresentação. Com isso, o cenário dos programas jornalísticos foi aposentado e será possível observar toda a movimentação dos profissionais em busca da notícia. "Esse projeto será ampliado no próximo ano, chegando a 1.100 metros quadrados. Espero já fazer os futuros debates eleitorais nesse novo espaço", completou Saad. No total, estão sendo investidos R$ 14 milhões, até a fase final de digitalização, que se dará no fim de 2002. "Essa integração vai significar mais qualidade de conteúdo. Com esse centro único de informação, o importante será o imediatismo: as notícias vão entrar no ar com mais intensidade", analisa Fernando Mitre, diretor nacional de jornalismo da Band. Para Rogério Gallo, diretor de criação, essas mudanças vão além das aparências e da "maquiagem" dos programas noticiosos. "Será uma aposta conjunta de jornalismo e entretenimento. Em breve, também vamos reformular os produtos esportivos, que serão apresentados dessa Central. Com as mudanças na programação noturna, que inclui as estréias de Marcos Mion e Otávio Mesquita em janeiro, encerramos a fase de reformulação da grade de segunda a sexta." "Brasil Urgente" - Para Mitre, o programa comandado por Roberto Cabrini será uma aposta radical no jornalismo. "Haverá exploração total do News Center, usando uma linguagem agressiva, sem cair no sensacionalismo." O programa estréia hoje, às 18 h, e terá uma hora e 20 minutos, sempre de segunda a sábado.Cabrini, que aos 17 anos já era repórter da Globo e se destacou por localizar fugitivos da Justiça (como PC Faria em Londres, em 1993, e a fraudadora do INSS Jorgina de Freitas, em 1997), explica que o programa terá muita flexibilidade. "Um dia pode ser um jornal de debate ou de um grande furo de reportagem, outro dia pode ser apresentado de uma favela, da praça etc. Vamos valorizar muito as matérias investigativas. Vou fazer esse jornal como um repórter, não como um apresentador ortodoxo", diz ele, que em 1996 mostrou a ascensão do Taliban no Afeganistão. "Nossa intenção é estimular ao máximo que as pessoas pensem, reflitam sobre a notícia, mas não como donos da verdade." Outro produto que estréia com nova roupagem é o Jornal da Band, apresentado às 19h20 por Marcos Hummel e Janine Borba, que intensificará a exibição de reportagens especiais. "A expectativa é que essa reunião de todas as pessoas em um ambiente único seja muito positiva para desenvolvermos nosso trabalho", comenta Hummel. "A agilidade da notícia será muito maior. Quanto às mudanças do cenário, as pessoas esperavam por isso, não queriam mais ver o estúdio, mas sim o que realmente está acontecendo", acredita Janine.O Jornal da Noite - até agora apresentado por Sérgio Rondino - foi reformulado e passa a ser comandado, a partir de hoje, à 0 h, por Maria Cristina Poli. "É um privilégio ancorar um jornal que prioriza a análise dos fatos", diz ela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.