Jorge Kajuru negocia com o SBT

Jorge Kajuru já está negociando seu passe com outra emissora, o SBT. O jornalista esportivo foi demitido da Band depois de ter feito comentários durante a transmissão ao vivo do jogo entre Brasil e Argentina, no Mineirão, em Belo Horizonte. Kajuru criticou o governo de Minas Gerais e a CBF pela quantidade de ingressos concedidos a convidados vips. O programa do apresentador foi tirado do ar no meio da exibição, sem maiores explicações da direção. "Primeiro me falaram que foi problema técnico, depois me contaram que foi ordem da direção porque eu estava ofendendo o governo de Minas Gerais", fala Kajuru. "Falaram que eu feri a linha editorial da emissora. Que linha editorial? Ninguém me falou nada que eu não podia falar sobre isso!!!" Mas Kajuru acredita que não foi esse episódio que causou sua demissão e sim um anterior, que aconteceu há um mês. Foi quando ele discursou no programa Show de Bola sobre a lavagem de dinheiro no futebol. Após o episódio, Kajuru teve seu programa suspenso por uma semana "Um dos entrevistados do programa falou sobre o investimento de algumas empresas no futebol e a Band acabou me suspendendo por isso, pois estava mexendo com anunciante", fala ele. "Eu não acusei o anunciante de nada." A assessoria de imprensa da Bandeirantes disse que a empresa não se manifesta sobre o assunto. Kajuru, que tem contrato com a Band até abril de 2005, diz que já está negociando com a emissora o pagamento de parte de sua multa contratual, valor que deve chegar aos R$ 300 mil. Enquanto isso, o jornalista analisa algumas propostas. "É complicado uma emissora me levar, pois não agrado a todos os patrões e ainda custo caro", admite. "Adoro a RedeTV!, mas um dos donos da emissora me odeia. Na Record eu não coloco o pé, eles já me convidaram várias vezes. Vai contra os meus princípios", continua. "A Globo me convidou, mas eu tinha de me moldar ao sistema deles, também é complicado."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.