Jorge Amado tem "discreta melhora"

O estado de saúde do escritor Jorge Amado agravou-se namanhã de ontem em função da ampliação do seu quadro infeccioso. Além dopulmão, a infecção já se alastrou por outros órgãos. A equipe médicaesperava uma melhora do paciente para submetê-lo a uma tomografia, como objetivo de avaliar a gravidade da infecção. No início da noite, o segundo boletim do dia, registrou uma "discretamelhora", caracterizada por uma estabilidade hemodinâmica e manutençãode pequenos períodos de vigília. O quadro infeccioso sistêmicopermanecia em tratamento com administração de antibióticos.Vários parentes do escritor, entre os quais a mulher, Zélia Gattai, eos filhos Paloma e João Jorge, passaram o dia no Hospital Aliança, ondeAmado está internado desde a quarta-feira. O ex-senador Antonio CarlosMagalhães, amigo da família, visitou Amado no final da tarde, admitindoque a situação dele é difícil. "Não é um quadro fácil devido váriosproblemas que ele tem; mas todos têm a esperança de uma melhora",disse, informando, ainda, que durante sua visita Amado abriu os olhos eencontrava-se semi-sedado.A quituteira Aldeci Santos, a Dadá, que também visitou o amigo, saiuda UTI otimista: "Ele mexeu os dedos das mãos e cruzou as pernas",contou. "Eu disse: ´Meu negão, aqui é sua negona´. E ele balançou acabeça, positivamente", relatou, achando que ele vai se recuperar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.