Jorge Amado relança livro infantil

Jorge Amado também produziu histórias para crianças e, junto do lançamento do livro de Zélia a editora Record decidiu reeditar A Bola e o Goleiro (24 páginas, R$ 13), escrito em 1984. Trata-se da história da bola Fura-Redes, a mais disputada por todos os grandes jogadores, e o goleiro Cerca-Frangos, considerado a vergonha da profissão. Após o encontro dos dois, algo inusitado acontece: a bola se apaixona por seu principal inimigo.Assim, apesar de balançar as redes de todos os outros goleiros, Fura-Redes se recusa a desmoralizar seu amor. Com isso a carreira de Cerca-Frangos sofre uma mudança radical e finalmente ele consegue desfrutar do sucesso. "É uma historinha para ninguém botar defeito, breve e louca como a vida", escreve Amado, carinhosamente.O projeto gráfico do livro conta com uma novidade. As bordadeiras mais famosas de Brasília, as irmãs Dumont, são as ilustradoras da história - depois de ganharem por três anos consecutivos o Prêmio Jabuti, elas ofereceram sua habilidade com agulhas, trabalhando em linha e pano. Sobre as fotos de seus trabalhos, foi inserido o texto. Os bordados substituem as ilustrações de Aldemir Martins, que figuram na edição original."O trabalho ficou muito delicado e faz jus ao texto de Jorge, que sempre gostou de escrever para crianças, embora tenha se exercitado pouco", conta Zélia, lembrando justamente do primeiro conto infantil escrito pelo marido, O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá, que inspirou diversas versões para o teatro infantil.A história foi escrita em 1948 em homenagem ao filho João Jorge, então com um ano de idade. "Depois de reler, porém, Jorge disse que não se tratava de um conto para crianças, mas de uma história de amor, negando-se assim a publicar." Zélia guardou os originais até 1979, quando o ilustrador Caribé, amigo afetuoso da família, leu a história, ficou enternecido e se inspirou para fazer uma série de desenhos. "Quando viu as ilustrações, Jorge ficou tão maravilhado que decidiu liberar o livro para publicação."

Agencia Estado,

09 de fevereiro de 2001 | 19h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.