João Ubaldo é censurado em Portugal

Cartagena (Espanha) - O escritor brasileiro João Ubaldo Ribeiro disse hoje que seu último livro A Casa dos Budas Ditosos, cuja venda foi proibida nas grandes livrarias de Portugal foi chamado de machista pelos homens, mas as mulheres o adoraram. O escritor está na cidade espanhola de Cartagena participando de encontros literários do festival internacional La Mar de Músicas, dedicado este ano ao Brasil e de onde fez seus comentários sobre a censura ao seu livro. A Casa dos Budas Ditosos, publicado recentemente na Espanha é um livro contado em primeira pessoa por uma velha que fala de suas experiências sexuais e de sua concepção do mundo. O livro, definido por alguns como "pornográfico e sujo", segundo João Ubaldo, não tem agradado aos homens por causa do medo que eles tem de reconhecer que as mulheres sentem desejos ou até cometem adultério, coisa que "eles acreditam serem reservadas somente aos homem".Sem dúvida, das mulheres, de quem ele tem recebido até homenagens, o escritor tem se interessado sobretudo em "ver como um homem pensa que as mulheres pensam". O autor de O Sorriso do Lagarto tem tentado passar desta vez pela experiência difícil de entrar na pele de uma mulher utilizando a ficção, recorrente na literatura, dos manuscritos anônimos que o escritor recebeu de uma mulher de 68 anos.A protagonista, nascida na Bahia como seu criador tem uma idéia "muito peculiar de pecado e de Deus", uma divindade insólita que só quer para os seres humanos que disponham dos dons que ele lhes outorgou para disfrutar de uma vida sexual plena.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.