J.K.Rowling renova pedido de privacidade para foto do filho

A autora J.K.Rowling renovou seu pedidopara impedir a publicação de uma fotografia de seu filho,depois do pedido oficial de privacidade ter sido negado em umacorte de Londres no ano passado. Os advogados da criadora da série best-sellers "HarryPotter", utilizando o verdadeiro nome dela, Joanne Murray,foram para a Corte de Apelação por causa da foto de Rowling,seu marido e seu filho, David, que foi publicada na SundayExpress Magazine. Na época, David tinha menos de dois anos de idade. Hoje,ele tem quatro. Rowling, 42 anos, e seu marido, Neil Murray, processaram aExpress Newspapers e a agência fotográfica Big Pictures em nomede David, procurando impedir que a foto fosse publicadanovamente. O Express aceitou o pedido e, em agosto, o juiz da AltaCorte Nicholas Patten dispensou o caso contra a agência. Ele disse que "não era David quem estava chateado" com apublicação da fotografia e, consequentemente, o pedido em seunome parecia "artificial". Patten disse que simpatiza com qualquer um que desejeproteger seus filhos contra a atenção intrusiva da mídia, masadicionou que a lei não permite que se estabeleça uma "zonalivre da imprensa para tudo o que os filhos façam". Renovando o pedido na Corte de Apelação na segunda-feira, oadvogado de Rowling, Richard Spearman, disse: "O pedido nãotrata dos direitos de um adulto. Trata dos direitos dacriança". A audiência continua. (Reportagem de Mike Collett-White)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.