J.K. Rowling integra campanha de apoio às crianças romenas

Escritora, junto com primeira-dama do Reino Unido, irá ajudar menores que sofrem maus tratos no país

Ansa,

27 Fevereiro 2008 | 11h41

A escritora britânica J.K. Rowling, autora da popular série do bruxo Harry Potter, anunciou nesta quarta-feira, 27, que irá se juntar à primeira-dama do Reino Unido, Sarah Brown, em uma campanha contra os maus tratos a crianças com deficiência mental na Romênia.   Os menores são, em sua maioria, crianças pequenas e bebês de poucos meses abandonados pelos pais após a descoberta da doença metal e que, em alguns casos, ficam por horas fechados dentro de caixas, enjaulados, em orfanatos romenos.   Desde que a Romênia entrou para a União Européia (UE), o primeiro-ministro britânico Gordon Brown, com ajuda de sua esposa Sarah, pressiona o país para que execute ações concretas sobre o tema. A escritora J.K. decidiu também fazer parte da campanha e criou, inclusive, um fundo para ajudar os órfãos romenos.   Nesta quarta, Gordon Brown vai se reunir com o premier romeno Calin Popescu-Tariceanu em Londres, e J.K. Rowling e Sarah Brown terão um encontro separado com a primeira-dama Ioana. O plano da campanha é criar uma estratégia de assistência para as crianças com deficiência mental no país.   "Esse é um tema que Sarah e J.K. defendem com muita paixão. Ambas mostraram-se satisfeitas com o governo romeno por estabelecer discussões sérias a respeito", declarou um porta-voz oficial de Downing Street (residência oficial do premier britânico).   Em 1991, após a queda da Cortina de Ferro, foram encontradas em orfanatos da Romênia mais de 47 mil crianças em situação de pobreza extrema ou com doenças mentais e outros problemas.

Mais conteúdo sobre:
J.K. Rowling Harry Potter

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.