J.K. Rowling, arrasada e eufórica com fim do feitiço Potter

A escritora britânica J.K. Rowling disse na terça-feira que está com o coração partido, mas também eufórica por chegar ao fim do aguardado último livro de sua série Harry Potter. A autora, no entanto, não ofereceu pistas quanto ao destino do menino mago. Em seu site, a escritora se desviou das especulações sobre a possível morte do amado Potter no sétimo livro da série, Harry Potter and the Deathly Hallows (Harry Potter e as Insígnias Mortais, título provisório no Brasil), dizendo que os fãs ainda terão muito o que discutir após o fim da obra. O último livro está marcado para chegar às livrarias em 21 de julho. J.K. Rowling, que se tornou a primeira escritora bilionária do mundo graças ao sucesso da série de livros e dos filmes neles baseados, disse que sempre soube que a história de Harry Potter terminaria com o sétimo livro, mas que dizer adeus foi difícil. "Entretanto, ao mesmo tempo em que estou de luto, me sinto incrivelmente realizada", escreveu a autora no site. "Mal consigo acreditar que finalmente escrevi o final que planejo há tantos anos. Nunca antes em minha vida senti tamanho misto de emoções extremas. Nunca sonhei que eu pudesse me sentir ao mesmo tempo de coração partido e eufórica." J.K Rowling, que no ano passado disse que pelo menos dois personagens iriam morrer no livro final da série, contou que uma coisa a impediu de "desabar no chão, num poço de tristeza". Preferência "Embora cada um dos livros anteriores faça jus a uma parte de meu afeto, Deathly Hallows é o meu favorito de todos, e essa é a maneira mais maravilhosa de encerrar a série", disse ela. A escritora disse que alguns fãs de Harry Potter expressaram um misto mais comedido de tristeza e felicidade diante da perspectiva de o livro ser publicado, finalmente. "Se isso serve de algum consolo, acho que haverá muito sobre o que continuar a discutir, mesmo depois de Deathly Hallows sair", disse ela. "Portanto, se você ainda não estiver preparado para abandonar os fóruns de discussão, não se entristeça." O lançamento do livro promete ser um dos maiores eventos dos últimos anos no mundo dos livros. Livrarias e pontos de venda online já se preparam para outra explosão de "Pottermania". A série Harry Potter já vendeu estimadas 325 milhões de cópias em todo o mundo e exerceu influência imensa sobre os resultados financeiros de suas editoras americana e britânica, respectivamente a Scholastic Corp. e a Bloomsbury Publishing.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.