Jersey Boys ganha prêmio de melhor musical da Broadway

A peça Jersey Boys, uma exuberante biografia de Frankie Valli & The Four Seasons, um grupo musical dos anos 60, foi considerado este domingo o melhor musical na entrega dos Prêmios Tony, conhecidos como o "Oscar da Broadway".A premiação de Jersey Boys foi uma surpresa para a crítica, que esperava que o prêmio fosse entregue a The Drowsy Chaperone, uma obra canadense que, com sátira e humor, conta a história dos musicais dos anos 20.Além de ganhar o prêmio de melhor musical, entregue no palco do Radio City Music Hall pela atriz Julie Andrews, Jersey Boysrecebeu outros quatro prêmios.Entre eles, o de melhor ator protagonista em um Musical para John Lloyd Young - que marcou sua estréia na Broadway - e o de mlhor ator de repartição em um musical para Christian Hoff.The Drowsy Chaperone, que era o grande favorito, com 13 indicações, ganhou cinco prêmios Tony: melhor libreto, melhor partitura, melhor cenário, melhor vestuário e melhor atriz de repartição em um musical para Beth Leavel.Mas foi The History Boys, de Alan Bennett, que levou o maior número de prêmios (seis), entre eles melhor obra teatral, melhor ator (Richard Griffiths), melhor diretor (Nicholas Hytner) e melhor atriz de repartição em uma obra de teatro (Frances de la Tour).The History Boys, um grande sucesso de bilheteria em Londres, narra a história de um grupo de estudantes que tentam ingressar nas universidades de Oxford e Cambridge.O prêmio de melhor ator de repartição em uma obra teatral foi para Ian McDiarmid, por seu papel em Faith Healer, e o de melhor atriz em uma obra teatral foi entregue a Cynthia Nixon, por Rabbit Hole.The Color Purple (A Cor Púrpura), produzida pela popular apresentadora da televisão americana Oprah Winfrey - que fez o papel de Sofia na versão cinematográfica dirigida por Steven Spielberg -, estava indicada em dez categorias, mas levou o prêmio em apenas uma: a de melhor atriz principal em um musical para LaChanze.The Pajama Game, com nove indicações, levou o prêmio de melhor nova versão de um musical, enquanto Awake and Sing!, a história de uma família judia durante a depressão, ganhou como a melhor reposição de uma obra de teatro.O prêmio de melhor direção de um musical foi para John Doyle, por Sweeney Todd, enquanto o de melhor coreografia foi entregue a Kathleen Marshall, por The Pajama Game.Como em toda entrega de prêmios, esta simbólica 60.º edição dos Tony teve seus perdedores, entre eles Ralph Fiennes (indicado a melhor ator por Faith Healer) e a porto-riquenha Chita Rivera (melhor atriz principal em um musical por The Dancer´s Life).Jersey Boys, The Drowsy Chaperone e The History Boys foram os espetáculos da Broadway de maior bilheteria na temporada 2005-2006, alcançando pela primeira vez a marca de 12 milhões de espectadores.O faturamento chegou a US$ 861,6 milhões, um aumento de 12% em relação aos US$ 768,5 milhões da temporada anterior. As altas são explicadas, em parte, pela presença de populares estrelas de Hollywood nas obras, entre elas Julia Roberts.Apesar de sua atuação ter sido rejeitada pela crítica e de não ter sido indicada ao prêmio de melhor atriz por seu papel no musical Three Days of Rain, a presença de Julia Roberts estimulou a venda de ingressos no três meses em que esteve em cena.A atriz foi convidada para apresentar a cerimônia de premiação, na qual, em um gesto de humildade, reconheceu que seus colegas da Broadway são "muito talentosos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.