Reuters
Reuters

Jerry Seinfeld vence processo por difamação

Autora de livro processou comediante por declaração que ele fez na TV

Reuters,

25 de fevereiro de 2011 | 18h02

O comediante Jerry Seinfeld venceu um processo judicial no qual ele era acusado de difamar uma autora que há tempos reclama que o editor dos livros de receita da mulher de Seinfeld roubou as ideias dela. Na decisão, tornada pública hoje, a juíza da Suprema Corte de Nova York Marcy Friedman afirmou que a piada de Jerry na televisão sobre a autora de livros de receitas Missy Chase Lapine não poderia ser considerada uma difamação.

"As declarações de Seinfeld estão protegidas não porque foram feitas em um contexto cômico ou porque são cômicas, mas, como o contexto e o conteúdo demonstram, elas não são difamatórias nos termos da lei", disse Friedman, referindo-se aos comentários que o comediante fez no programa televisivo "The Late Show with David Letterman" em 2007.

Friedman também rejeitou as alegações de Lapine de plágio contra HarperCollins, a editora do livro de Jessica Seinfeld "Decetively Delicious: Simple Secrets To Get Your Kids". Lapine também perdeu uma ação judicial em um recurso em um tribunal federal de Nova York em abril, no qual ela afirmava que Jessica Seinfeld havia plagiado seu livro.

(Reportagem de Basil Katz)

Tudo o que sabemos sobre:
Jerry Seinfeldprocessodifamação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.