Jerry Lewis é garantia de diversão

O Inferno de Dante

UBIRATAN BRASIL, O Estado de S.Paulo

13 de abril de 2012 | 03h09

15H40 NA GLOBO

(Dante's Peak). EUA, 1997. Direção

de Roger Donaldson, com Pierce

Brosnan, Linda Hamilton.

Um geólogo alerta a população da pequena cidade de Dante's Peak sobre a erupção do vulcão local. Como o vulcão está inativo há muito tempo, ninguém acredita nele, exceto a prefeita do lugar. Juntos, eles tentam fugir da cidade e escapar da onda de destruição. Disaster movie de rotina, mas que prende atenção. Reprise, colorido, 108 min.

Sobre a Rua, sob a Água

22 H NA CULTURA

(Over Gaden Under Vandet). Dinamarca, 2009. Direção de Charlotte Sieling.

Casal desfruta sucesso, filhos amáveis e um apartamento na parte mais bela de Copenhague. Certa manhã, no entanto, a mulher descobre que o marido quer dar um tempo no casamento, o que afeta toda a harmonia deles e de todos ao seu redor. Reprise, colorido, 82 min.

Zico, o Filme

22 H NA TV BRASIL

Brasil, 2002. Direção de Eliseu Ewald, com Cláudio Fontana, Guilherme

Leme, Antônio Pedro, Jandir Ferrari.

Misto de documentário com cenas romanceadas sobre um dos maiores jogadores da história do futebol brasileiro. Acompanha desde seu início, nas categorias de base do Flamengo, até sua consagração como goleador - sem se esquecer das amargas participações nas Copas do Mundo de 1982 e 86. Infelizmente, o filme não atraiu nem a torcida do Flamengo, conquistando uma pífia audiência. Reprise, colorido, 85 min.

Reação Colateral

22H30 NA REDETV!

(August). EUA, 2008. Direção de Austin Chick, com Josh Hartnett, Adam Scott, Naomie Harris e David Bowie.

Em agosto de 2001, um mês antes dos ataques terroristas de 11 de setembro, dois irmãos ambiciosos brigam para manter seu próspero negócio em Wall Street. Eles encaram a ameaça de um colapso sem precedentes na área financeira. Por conta disso, começam a fazer planos nada legais. Drama interessante, graças às boas interpretações. Reprise, colorido, 89 min.

Invasores

22H30 NO SBT

(The Invasion). EUA, 2007. Direção de Oliver Hirschbiegel, com Nicole Kidman, Daniel Craig, Jeremy Northam.

Psiquiatra divorciada e mãe de um filho pequeno descobre que estranhas mudanças no comportamento das pessoas de onde vive têm origem extraterrestre. Daí em diante, difícil será saber em quem confiar para proteger o filho. Outra versão do clássico Vampiros de Almas, de Don Siegel, realizado nos anos 1950 - pena que seja bem abaixo da média. Reprise, colorido, 93 min.

Imagem Peninsular de Lêdo Ivo

0 H NA CULTURA

Brasil, 2004. Direção de Werner Salles.

Documentário sobre o escritor Lêdo Ivo, biografia construída a partir de fragmentos. A sua narrativa é pontuada por depoimentos do autor, citações de sua obra e imagens que conduzem, através da metalinguagem, um discurso paralelo. Reprise, colorido, 55 min.

TV PAGA

O Professor Aloprado

11H40 NO TELECINE CULT

(The Nutty Professor). EUA, 1963. Dirigido e interpretado por Jerry Lewis, com Stella Stevens e Kathleen Freeman.

Cansado de ser motivo de piada, tímido e desajeitado professor inventa fórmula capaz de transformá-lo em conquistador seguro e habilidoso. O problema é que, nas horas mais impróprias, a fórmula começa a perder efeito e o professor perde o controle da situação. Clássico insuperável da comédia, Lewis inverte aqui o tema de O Médico e o Monstro, de Robert Louis Stevenson, e faz o que não deixa de ser a psicanálise da América, refletindo sobre o matriarcado na sociedade de seu país. Eddie Murphy, que também é um ótimo comediante, refilmou a história, mas, apesar de sua graça, não chega aos pés das maravilhosas caretas de Lewis. Nessa época (1963), ele já não mais fazia parceria com Dean Martin, tornando-se responsável completo por seus projetos, escrevendo, produzindo, dirigindo e interpretando seus filmes. Com isso, o longa chamou a atenção da crítica, em especial a francesa, que o transformou em divindade, passando a discutir seus filmes com profundidade. Mérito que ainda persiste. Reprise, colorido, 107 min.

Um Dia de Fúria

23h50 NO TCM

(Falling Down). EUA, 1992. Direção de Joel Schumacher, com Michael Douglas, Robert Duvall, Barbara Hershey.

Quando foi lançado, em 1992, Um Dia de Fúria provocou acaloradas discussões por tratar com tons fortes a violência urbana. O problema era o personagem vivido por Michael Douglas, um desempregado que, num dia de calor, poluição e congestionamento, perde o controle e acaba enlouquecendo, iniciando uma escalada de violência. Acaba perseguido por um policial que está em via de aposentar-se - é seu último dia de trabalho. Em meio à sua insanidade, que se transforma em um verdadeiro acerto de contas com a sociedade, ele toma atitudes que qualquer pessoa normal, em um lampejo de desespero, já pensou em tomar, como abandonar o carro em meio a um congestionamento ou agredir o funcionário de uma lanchonete, que se recusa a servir o café da manhã porque passou um minuto depois das 11 horas. O problema é que, até receber a devida punição, o personagem de Douglas é construído de forma a atrair simpatia do público, o que justifica sua violência irracional. Tornou-se famosa, aliás, a cena em que o homem, com um taco de beisebol nas mãos, faz justiça por conta própria, ignorando leis e a ordem. Reprise, colorido, 115 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.