Jennifer Lopez cancela show no Chipre após protestos

A pop star latina Jennifer Lopez cancelou uma apresentação no norte do Chipre, dominado pela Turquia, depois de ter desencadeado uma enxurrada de protestos irados de milhares de cipriotas gregos deslocados.

REUTERS

09 de julho de 2010 | 11h42

O show que a cantora faria em um hotel de luxo suscitou protestos indignados de gregos que a acusaram de legitimar o norte do Chipre, Estado separado reconhecido unicamente por Ancara.

"Jennifer Lopez jamais apoiaria, ciente do fato, qualquer Estado, país, instituição ou regime associado a qualquer tipo de abuso dos direitos humanos", disse um comunicado no site da artista na Internet.

"Após uma revisão das circunstâncias relevantes no Chipre, a decisão de seus assessores foi cancelar a apresentação."

"Essa foi uma decisão de equipe que reflete nossa sensibilidade diante das realidades políticas da região."

Lopez, seu marido, o cantor Marc Anthony, e seus dois filhos iriam hospedar-se no Cratos Premium Hotel, situado em uma região da qual milhares de cipriotas gregos foram expulsos em 1974. Ela estava prevista para apresentar-se no hotel em 24 de julho.

(Por Michele Kambas)

Mais conteúdo sobre:
GENTEJENNIFERLOPEZCHIPRE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.