Jennifer e Affleck sofrem com excesso de publicidade

A entidade "Bennifer", como ficou conhecido o casal inseparável formado por Ben Affleck e Jennifer Lopez, começa a sofrer com a superexposição na mídia. Os dois filmes feitos pelo casal nos últimos meses já têm boca-a-boca negativo muito antes de chegar às telas. Ela é tema esta semanade um documentário fofoqueiro que vai ser exibido na TVbritânica e está na capa de uma nova revista americana comointegrante de uma turma chamada Monstros S.A., decelebridades "assustadoras". Notícias sobre o possível casório dos dois, a compra de uma mansão no estilo E o Vento Levou... e um remake deCasablanca devem ter aumentado o número de gente que nãoagüenta mais o amor público de "Bennifer".Kevin Smith disse em uma entrevista ao jornal New York Timesque está preocupado com o futuro de seu filme Jersey Girl,estrelado pelos dois. Apesar de o filme ter estréia marcadaapenas para novembro, o diretor acha que o "fenômeno" que é adominação da mídia pelo casal está fora de controle e pode tantoajudar quanto atrapalhar a performance da produção nasbilheterias. A dúvida é se o público vai pagar para ver nastelas o casal que está em todos os tablóides, colunas de fofocase programas de TV sobre Hollywood. Quando começou a rodar ofilme, ele não sabia que os dois estavam juntos. Affleck, seuamigo, convenceu-o a contratar J.Lo, com quem tinha começado umaffair no set de outro filme, Gigli, quando ela ainda eracasada com o dançarino Chris Judd.As perspectivas de Gigli, que passou a ter o título deTough Love, não são muito boas e podem criar problemas paraJersey Girl. O filme, que tem previsão de estréia nosEstados Unidos para agosto, já foi chamado de produto"inlançável" pelo web site Ain´t It Cool News, que"penetrou" em uma sessão de teste da fita. Segundo o jornalNew York Post, a exibição prévia da produção de US$ 54milhões já rendeu trocas de socos entre o diretor Martin Brest eo produtor John Roth. A briga teria sido separada por Affleck,por sinal. Um culpa o outro pela bomba, que já teve atérefilmagens de várias cenas. A situação não pode piorar, certo?Errado. "Bennifer" pode acabar em separação e com a recusa doastro e da diva em promover a fita juntos.Para ela, a dor de cabeça deve piorar esta semana com a exibiçãono Channel 4 britânico de um documentário que já chama atençãopelo título: Behind the Behind (alguma coisa como "Por Trásdo Traseiro"). O programa, que já começou a ser disputado poremissoras de TV americanas tem entrevistas com amigos econhecidos dela no Bronx, além do ex-marido número 1, o garçomcubano Ojani Noa. Seus conterrâneos acusam a diva de ambição semlimites e de esquecer as raízes. O ex-marido, com quem estevecasada por menos de um ano, diz que ela tem interesse apenas"em fazer compras" e não queria nunca "sair com gente doBronx". Pelo jeito, ela não tem nada a ver com a Jenny fromthe Block ("Jenny do quarteirão"), seu hit mais recente.Ela também dá ordem expressas de que não pode ser "olhadadiretamente" por estranhos, muito menos "dirigida a palavra".Sua entourage chega a 90 pessoas, incluindo até 20 seguranças.Ela também teria uma lista de "inimigos" que atrapalharam suatrajetória, aos quais teria jurado vingança. Todas estasinformações estão na reportagem de capa da nova revistaRadar, que tem o título de "Monstros S.A." e trata dascelebridades mais "assustadoras" do show business. Váriosnomes são lembrados por sua arrogância, suas manias, os abusosverbais e físicos de empregados e, finalmente, por suainfluência "nojenta" (segundo a Radar) na cultura pop.Nas últimas semanas, o casal"Bennifer" também tomou conta da mídia com as notícias (negadaspor suas assessorias de imprensa) de que vão fazer um remake deCasablanca, e estão de casamento marcado para breve em Maui, no Havaí. Talvez o casório seja na nova aquisição deles, porUS$ 16 milhões: uma propriedade de 33 hectares na chique IlhaHampton, na Carolina do Sul, uma antiga plantação de algodão comuma mansão no estilo de Tara. Que tal um remake de E o VentoLevou... então?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.