Jazz de Wise e guerra de Aldrich

Meninas Super Poderosas: O Filme

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

06 Julho 2010 | 00h00

14H15 NO SBT

(The PPG: The Movie). EUA, 2002. Direção de Craig McCraken.

Animação de longa-metragem feita especialmente para cinema. Pertence à série dos cartoon cartoons - animações que a própria Cartoon Network produz, sendo, provavelmente a mais bem-sucedida de todas. Com seu visual mais baseado nos animês japoneses do que na tradição da Disney, conta as aventuras de Lindinha, Florzinha e Docinho, meninas que, com sua infantilidade, satirizam os códigos das super-heroínas da tela. Reprise, colorido, 96 min

O Preço de um Resgate

23h10 NO SBT

(Ransom). EUA, 1996. Direção de Ron Howard, com Mel Gibson, Rene Russo, Gary Sinise, Lily Taylor.

Remake do sólido thriller de Alex Segal, com Glenn Ford, de 1956. Mel Gibson faz o empresário cujo filho é sequestrado. Em vez de atender às solicitações do chefe do grupo dos sequestradores, ele oferece uma fortuna pela cabeça do cara. Começa uma guerra pessoal entre Mel e o vilão interpretado por Gary Sinise. O roteiro coescrito por Richard Price fornece muitas reviravoltas para incrementar a ação. O próprio escritor faz o parceiro de Sinise nas cenas iniciais. Só para lembrar, o original chamava-se Amarga Decisão. Reprise, colorido, 102 min.

Intercine

2H25 NA GLOBO

A emissora exibe o preferido do público entre - Lágrimas do Sol, de Antoine Fuqua, com Bruce Willis como militar encarregado de resgatar, na selva, a médica Monica Bellucci, mas ela só aceita abandonar sua missão se os refugiados sob sua guarda a acompanharem; e Proposta Indecente, de Adrian Lyne, com Robert Redford, Demi Moore e Woody Harrelson, sobre milionário que propõe pagar uma fortuna a homem endividado em troca de uma noite com a mulher dele.

Amanhã

A Globo exibe amanhã, no Intercine, o preferido do público entre - 13º Distrito, de Pierre Morel, com Cyril Raffaelli, David Belle, Tony D"Amario e Bibi Naceri, sobre policial que se infiltra em região violenta que, num futuro próximo, foi isolada pelo governo francês; as autoridades ameaçam detonar um míssil para acabar com o problema e o herói corre para desmascarar a violência oficial (França, 2004, fone 0800-70-9011); e Quando a Vaca Vai pro Brejo, de Walt Becker, com Jerry O"Connell, Bridgette Wilson e Ryan Reynolds, sobre rapaz que recebe ultimato da namorada: ou se casam ou a festa termina; ela viaja a trabalho, dando tempo para que ele decida, mas surge outra garota e a confusão está formada (EUA, 2002, fone 0800-70-9012).

TV Paga

O Túmulo Sinistro

14H45 NO TELECINE CULT

(The Tomb of Ligeia). Inglaterra, 1964. Direção de Roger Corman, com Vincent Price, Elizabeth Shepherd, John Westbrook, Richard Johnson.

A última das oito adaptações de Edgar Alan Poe feitas pelo produtor e diretor Corman é a melhor de todas. Na trama, o viúvo Vincent Price casa-se de novo, mas sua ex-mulher, que morreu, se manifesta por meio de um gato e da possessão da própria noiva. Corman nunca foi um cineasta gastador, mas sua série baseada em Poe foi se tornando cada vez mais ambiciosa e plasticamente refinada. O roteiro aqui é assinado por Robert Towne, que ganhou depois o Oscar (por Chinatown) e virou cineasta. Reprise, colorido, 81 min.

Eu Quero Viver

22 H NO TCM

(I Want to Live!). EUA, 1958. Direção de Robert Wise, com Susan Hayward, Simon Oakland, Virginia Vincent, Theodore Bikel.

Susan Hayward é uma atriz sobre quem ninguém mais fala, mas ela foi grande nos anos 1950. Susan ganhou o Oscar por este filme em que interpreta Barbara Graham, uma figura real e prostituta que podia ser culpada de tudo o que você possa imaginar, mas era justamente inocente do crime pelo qual foi condenada à morte, na câmara de gás (participação no assassinato de uma velhinha). A tese do filme é que Barbara foi condenada por seu passado, nos puritanos EUA da época, e para prová-la o diretor Wise e os roteiristas Nelson Gidding e Don Mankiewicz basearam seu relato em reportagens, imprimindo ao cartaz do TCM um caráter meio semidocumentário). A primeira meia hora é impecável - montagem elaborada, ângulos inusitados, iluminação cheia de contrastes. Mas é a interpretação visceral de Susan, somada à trilha de jazz com Gerry Mulligan que mantém a força do filme. Reprise, preto e branco, 120 min.

Os Doze Condenados

0H05 NO TCM

(The Dirty Dozen). EUA, 1966. Direção de Robert Aldrich, com Lee Marvin, Ernest Borgnine, Jim Brown, John Cassavetes, Robert Ryan, Charles Bronson, Donald Sutherland.

O Bastardos Inglórios dos anos 1960. Depois de tratar a guerra a sério no sombrio Morte Sem Glória, Aldrich concebeu este espetáculo cheio de ação e violência - e não menos crítico - sobre major que forma brigada especial com os condenados do título para atacar fortaleza nazista. A tese do filme - criminosos encontram na guerra o meio perfeito para soltar seus instintos predatórios. Nem por isso o espectador torce menos por eles. O filme teve três sequências, cada uma pior que a outra, todas nos anos 1980. Reprise, colorido, 150 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.