Divulgação
Divulgação

Jair Rodrigues se vê em 1965 em 'Elis, A Musical'

No sábado, espetáculo foi momentaneamente interrompido e uma luz iluminou, na plateia, Jair Rodrigues

Ubiratan Brasil, O Estado de S. Paulo

17 de março de 2014 | 21h00

Um encontro raro e emocionante marcou a estreia de Elis – A Musical, na sessão de convidados, sábado à noite, no Teatro Alfa. A biografia de Elis Regina foi acompanhada por dois filhos da cantora, João Marcelo Bôscoli e Pedro Camargo Mariano, além de um importante colega de palco, Jair Rodrigues, com quem Elis dividiu o programa O Fino da Bossa.

Quando o quadro foi apresentado, aliás, o espetáculo foi momentaneamente interrompido e uma luz iluminou, na plateia, Jair Rodrigues, aplaudido de pé pelo público e pelo elenco.

Terminada a apresentação, dirigida por Dennis Carvalho, os convidados foram aos camarins, onde conheceram os artistas. "Você sou eu em 1965?", brincou Jair Rodrigues com o ator que o representa, Ícaro Silva. O cantor também abraçou carinhosamente Laila Garin, que já coleciona prêmios pela sua atuação como Elis Regina – ganhou como atriz na versão carioca do Shell, dedicado aos melhores do teatro.

"Fiquei muito emocionado com o espetáculo", contou Pedro Mariano, que conheceu o ator Claudio Lins que vive seu pai no palco, César Camargo Mariano. Claudio, aliás, também tem fortes ligações com Elis, pois é filho de Ivan Lins, que compôs diversas canções para ela (como Madalena).

Já João Marcelo também teve a chance de conhecer Tuca Andrada, titular do papel de Ronaldo Bôscoli, seu pai.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.