Jac Leirner e Leonilson, dois resgates

No ranking das mostras mais interessantes do ano, há lugar para a antologia de dois importantes artistas brasileiros. Na Estação Pinacoteca, o público pode ver de perto as produções de Jac Leirner que, desde o fim dos anos 80, estourou no mercado internacional - a mostra, com curadoria de Moacir dos Anjos, apresenta de maneira concisa a coerência do pensamento de uma criadora que se vale do que há de mais banal no mundo, como sacos de plástico ou notas de dinheiro.

O Estado de S.Paulo

27 de dezembro de 2011 | 03h08

Outro resgate se deu no que diz respeito à obra de Leonilson, em mostra que o Itaú Cultural apresentou mais de 300 trabalhos do universo simbólico e intimista do artista, morto em 1993.

A artista fluminense Lygia Pape, por sua vez, vive momento de internacionalização com a mostra Espaços Imantados, concebida e apresentada pelo Museu Reina Sofia, de Madri, e agora

em cartaz na Serpentine, em Londres, antes de seguir para o

Brasil, em 2012. / C.M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.