Ivan Junqueira toma posse na ABL

O poeta e tradutor carioca Ivan Junqueira toma posse na Academia Brasileira de Letras (ABL), nessa sexta, ocupando a cadeira de número 37, que foi do também poeta (e diplomata) João Cabral de Melo Neto. A cerimônia será às 21 horas, no Petit Trianon, com discurso de boas-vindas de Eduardo Portella. O fardão de Junqueira foi pago pela Prefeitura do Rio, embora a tradição mande o Estado de origem do acadêmico arcar com esta despesa. Um desvio explicável porque o novo imortal e o prefeito Luiz Paulo Conde (PFL) foram colegas de curso secundário.Junqueira foi eleito em 23 de março, na segunda vez em que concorreu a uma vaga na ABL. Na primeira, no ano passado, perdeu a cadeira antes ocupada pelo filólogo Antônio Houaiss para o embaixador Afonso Arinos de Mello Franco. Na ocasião de sua eleição, ele disse que só voltou a concorrer porque iria disputar a vaga de um poeta. "Comecei escrevendo poesia e se traduzi Baudelaire, Dylan Thomas e outros autores é porque queria mostrar aqui a arte deles", disse Junqueira.O novo imortal é carioca e completa 66 anos em novembro. Seu primeiro emprego foi como jornalista na Tribuna de Imprensa. Tem oito livros publicados, metade de poesia, um de poemas de T.S. Eliot vertidos para o português e outros três de ensaios. É membro do Pen Club e sua obra foi traduzida para oito idiomas, inclusive o chinês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.