Itaú Cultural abre exposição sobre América Latina

1º Fórum Latino-Americano de Fotografia mostra violência em países como Brasil, Argentina e Chile

Pedro Henrique França, da Agência Estado

02 Outubro 2007 | 13h33

Um retrato das causas e conseqüências da violência na América Latina e Central em países como Argentina, Chile, Cuba, México e Brasil. É o que fará a mostra fotográfica Sutil Violento, que abre hoje no Itaú Cultural, em São Paulo, para convidados, e para o público em geral a partir desta quarta, 3. A exposição é itinerante, seguirá por outros países latinos e é um complemento ao 1º Fórum Latino-Americano de Fotografia de São Paulo, que acontece de hoje a sábado.   Com curadoria do fotógrafo Iatã Cannabrava, a exposição se propõe a mostrar diversas vertentes da violência, inclusive social, como a pobreza, o consumismo, a desaculturação. Sutil Violento fica em cartaz até 21 deste mês e compreende a produção fotográfica que envolve ainda países como Peru, Venezuela, Guatemala, Panamá e Paraguai.   No total, são quase 50 obras expostas. E, para o curador, mais do que refletir sobre a tema, a intenção foi explorar a obra em si. Ainda assim, garante Cannabrava: "Com certeza todos os trabalhos têm em comum o comprometimento com as questões que afligem a sociedade contemporânea".   Entre os 16 convidados para compor Sutil Violento, está a argentina Ananke Assef, com a obra Potencial onde coloca à vista a fragilidade do Estado. Do México, as mulheres Daniela Edburg, com Drop Dead Gourgeous, e Maya Goded, com Desaparecidas. A série Fiat Voluptas Dei é do paraguaio Fredi Casco, que traz meninas vestidas para a primeira comunhão com tarjas nos olhos, como se fossem menores delinqüentes.   André Cypriano, Júlio Bittencourt e Miguel Rio Branco são os representantes brasileiros da mostra. Cypriano traz o trabalho Cidades Órfãs, Bittencourt vem com Numa Janela do Edifício Prestes Maia, 911, enquanto Rio Branco aparece com Cão Chão Sangue.   Fórum   O 1º Fórum Latino-Americano de Fotografia de São Paulo - Paralelos e Meridianos da Latinidade, se coloca como um espaço de reflexão e difusão para a fotografia latino-americana. A programação traz workshops (inscrições esgotadas), leitura de portfólios e, ainda, quatro mesas para discutir fotografia; um seminário de políticas públicas; além de relatos de experiências com fotógrafos e uma série de entrevistas.   Exposição Sutil Violento. Itaú Cultural, Av. Paulista, 149, tel (11) 2168-1777. Abertura hoje, 2, para convidados e a partir da amanhã, 3, para o público. Terça a sexta, das 10 às 21h, sábados, domingos e feriados, das 10 às 19h. Grátis. Até 21/10. 1º Fórum Latino-Americano de Fotografia de São Paulo. De hoje, 2, até 06/10. Mais informações: www.itaucultural.org.br.

Mais conteúdo sobre:
Itaú Cultural América Latina

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.