Itália encontra mais uma obra roubada de Botero

A escultura 'Cane 2006' foi encontrada na segunda-feira à tarde em uma zona rural da cidade

ANSA

07 de maio de 2008 | 16h19

A polícia italiana conseguiu recuperar, em Trento (norte do país), mais uma das esculturas de Fernando Botero roubadas da oficina de fundição artística L'Arté di Pietrasanta, no último dia 22 de outubro, em Lucca (centro).  A escultura Cane 2006, de cerca de 15 quilos, foi encontrada na segunda-feira à tarde em uma zona rural da cidade. Agora, será levava a Veneza e analisada pela galeria Pontini, que irá verificar sua autenticidade. A recuperação da obra foi possível graças a um telefonema anônimo, conta o diretor da operação policial. Um homem ligou para a polícia e disse ter visto algumas pessoas suspeitas saindo de um carro com uma caixa fechada, na saída de Trento. A polícia foi imediatamente ao local e encontrou a estátua coberta por um plástico preto. Segundo os agentes, é provável que a quadrilha fosse trocar de carro para levar a obra ao exterior. No último mês, outras cinco estátuas roubadas foram encontradas, três na periferia de Verona e duas em Viareggio. Agora, após a recuperação desta escultura, falta somente uma para que se encerrem as operações de busca.

Tudo o que sabemos sobre:
boterorouboobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.