Itália busca obra de Da Vinci ´perdida´ em Florença

Um dos grandes mistérios da arte pode estar prestes a ser resolvido: será que Leonardo Da Vinci pintou uma obra-prima que foi perdida no tempo e ela ainda sobrevive? O ministro da Cultura da Itália aprovou na quarta-feira uma exploração atrás de uma parede na Prefeitura de Florença para estudar se ela esconde a obra Batalha de Anghiari, de 500 anos. Em 1503, os líderes de Florença encarregaram Leonardo - pintor da Monalisa - de criar um afresco para celebrar uma vitória militar. Apesar de seus esboços preliminares de cavaleiros em seus animais terem sobrevivido, não há indícios do afresco em si. Alguns historiadores acreditam que ele pode nunca ter sido finalizado, outros dizem que foi destruído. Mas uma teoria sugere que ele foi coberto por outras obras de arte no Palazzo Vecchio, a Prefeitura, que fica perto da galeria Uffizi, onde estão alguns dos melhores trabalhos de arte da Renascença italiana. "Decidimos aprovar a exploração do Salone del Cinquecento para procurar pela Batalha de Anghiari", disse a repórteres o ministro da Cultura, Francesco Rutelli, após uma reunião com o prefeito de Florença. "Tomamos essa decisão para descobrir, de uma vez por todas, se há uma cavidade na parede e se há traços do afresco original".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.