Divulgação
Divulgação

Irmã de Tom, Helena Jobim morre aos 84 anos

O copo da escritora carioca será sepultado BH, onde morava

Leonardo Augusto, Especial para O Estado de São Paulo

14 Setembro 2015 | 14h50

Atualizado às 15:50. 

BELO HORIZONTE - O corpo da escritora carioca Helena Jobim, única irmã do compositor Tom Jobim, foi sepultado nesta segunda-feira, 14, no Cemitério da Paz, Região Noroeste da capital mineira. Helena tinha 84 anos e morreu domingo, 13, em Belo Horizonte, onde morava desde os anos 2000. A escritora tinha Alzheimer. A causa da morte foi insuficiência renal.

Helena começou ainda criança na literatura. Segundo informações do Grupo Editorial Record, que publicou parte de seus livros, a irmã de Tom Jobim começou a escrever poemas aos dez anos de idade. Helena estudou na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-MG). Seu primeiro livro foi o romance "A chave do poço", lançado na década de 1960. A obra foi finalista do Prêmio Walmap.

Em 1993, Helena foi a vencedora do Prêmio Destaque em Prosa, da União Brasileira de Escritores. A autora publicou ainda uma biografia dedicada ao irmão: Antônio Carlos Jobim - Um homem iluminado, lançada em 1996. O livro foi traduzido para o japonês. Tom morreu em Nova York em 1994. Helena também escreveu Trilogia do assombro, de 1998, que virou filme com o diretor Marco Altberg. 

Um filme sobre a vida de Helena Jobim tem previsão de lançamento em 2016. A escritora nasceu no Rio de Janeiro em 1931. Tom Jobim é de 1927. A escritora deixa filha, dois netos e uma bisneta.

Mais conteúdo sobre:
músicaTom Jobimmemória

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.