Irã proíbe venda do novo livro de Paulo Coelho

A venda do livro O Zahir, de Paulo Coelho, foi proibida no Irã, onde mil exemplares do livro, expostos em uma feira literária em Teerã, foram confiscados, segundo a editora Grijalbo, que publicou a obra no país.A denúncia foi feita por Arash Hejazi, editor da obra de Coelho no Irã. Já haviam sido vendidos dois mil exemplares da obra no evento.O Serviço de Inteligência iraniano informou que, a partir da data da apreensão, a venda do livro está proibida no país. A editora deve recorrer da decisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.