Irã condena Jafar Panahi a seis anos de prisão

Um tribunal iraniano sentenciou o aclamado diretor de cinema Jafar Panahi a seis anos de prisão e o proibiu de fazer filmes ou viajar ao exterior por 20 anos, disse sua advogada anteontem, segundo a agência de notícias Isna. Ganhador de muitos prêmios internacionais e partidário do líder oposicionista Mirhossein Mousavi na contestada eleição presidencial do ano passado, Panahi foi preso no início de março. Ele foi mantido em detenção por 88 dias, durante os quais iniciou uma greve de fome. Em setembro, ele já havia sido proibido de comparecer ao Festival de Veneza. Panahi recebeu o prêmio Câmera de Ouro de Cannes por seu filme O Balão Branco (1995) e o Leão de Ouro em Veneza por O Círculo (2000). / REUTERS

, O Estado de S.Paulo

22 de dezembro de 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.