<i>Quebra-Nozes</i> do Cisne Negro, um clássico natalino

Tradição é tradição. Árvores decoradas, luzes piscando e Papai Noel de verdade ou de brinquedo, de todos os tamanhos e todos tipos espalhados por todos os lados. O espírito natalino é contagiante, nem mesmo a dança escapa e, até o dia 21, o Cisne Negro apresenta o clássico O Quebra-Nozes no Teatro Alfa. Há 24 anos a companhia apresenta a conhecida história da menina Clara. A coreografia surgiu quando o músico Tchaikovsky ouviu o Quebra-Nozes e o Rei dos Camundongos, de Hoffman. O compositor ficou tão impressionado, que elaborou uma belíssima trilha musical especialmente para o balé. A história se passa na noite de Natal quando a pequena Clara recebe seus presentes e ganha, de seu padrinho, um diferente: o mágico Drosselmayer, um boneco quebra-nozes em formato de soldadinho. A menina fica encantada. Quando a festa acaba e todos vão dormir, Clara mergulha em um mundo de sonhos em que os bonecos ganham vida e iniciam uma aventura mágica pelo Reino dos Doces e Reino das Neves. Em apenas dois atos, o soldadinho transforma-se em um príncipe encantado, que defende Clara dos ratos. Ela alcança o status de princesa, coroada com flores e é homenageada com danças folclóricas, como a russa, a espanhola, a árabe e a valsa. Para esta temporada, a companhia conta com uma equipe, incluindo elenco, de mais de 100 pessoas - parte dos intérpretes foi contratada especialmente para esta produção. Vale destacar o talento de Demis Moretti, solista do Hessisches Staatsheater Wiesbaden, da Alemanha, e a solista da própria companhia, Denise Siqueira. A direção artística é assinada por Hulda Bittencourt e a direção de ensaios por Dany Bittencourt. ?Parte do elenco veio da nossa escola, com forte base de clássico, e os bailarinos da companhia participarão das danças folclóricas. Tenho orgulho de dizer que esta produção é prata da casa, Moretti dançou conosco por praticamente 10 anos?, diz Hulda.Como é de praxe, o Cisne Negro dá o seu toque especial com acrobacias e interferências circenses, como os ratos que descem pelas cortinas, entre outras surpresas para o público. ?Esta é uma obra para toda a família, com platéia cativa e já preparamos algo diferente para o ano que vem, o 25º ano do nosso Quebra-Nozes, ? destaca a diretora.Novidades não faltarão para 2007. Com o aniversário de 30 anos da companhia, Hulda prepara o lançamento de um livro, escrito pela pesquisadora Cássia Navas e patrocinado pela Petrobras, sobre a vida do grupo. Além de novos espetáculos com coreógrafos que fizeram parte da história do Cisne e turnês por todo o País e pela América do Sul . Cisne Negro. Teatro Alfa. Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722, Sto. Amaro, 5693- 4000. 5.ª e 6.ª, 21 h; sáb., 17 e 21 h; dom., 19 h. R$ 40 e R$ 60

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.