<i>Pé na Jaca</i> aumenta o ibope do horário em seis pontos

Impossível olhar para Murilo Benício em Pé na Jaca e não lembrar de Botelho Pinto, o advogado dos Cassetas no filme Seus Problemas Acabaram. O mesmo par de óculos, o mesmo jeito atrapalhado... O ator, aliás, tem colecionado tipos estabanados há muitos anos. Foi assim que apareceu na TV pela primeira vez, na pele do gago engraçadinho da distante Fera Ferida (1993). Agora, ele é hipocondríaco e workaholic. Enquanto Arthur trabalha, o colega faz às vezes de amante para a mulher dele, Vanessa (Flávia Alessandra). A atriz parece ter acordado de um sono profundo no ano passado. Livre de mocinhas tediosas, como a sonsa patricinha de Porto dos Milagres (2001), mostrou que tinha vocação também para garota má em Alma Gêmea (2005). Agora, vê-se que ela também aprendeu a fazer rir. E está mais bonita do que antes, do jeitinho que o autor Carlos Lombardi gosta: no ponto para desfilar de biquininho na telinha. Flávia se tornou um par a altura para Bruno Garcia, mas mal aproveitado em Bang Bang. De lá veio também Fernanda Lima, que agora parece estar mais à vontade. Entre chiliques com papparazzi e poses com guarda-roupa fashion, sobra pouco espaço para textos complicados. Melhor assim. Afinal, a trama está cheia de gente mais experiente, como Deborah Secco. Ainda não se sabe se a nova vilã das sete vai fazer mais que as caras e bocas da madrasta da Branca de Neve. A torcida é para que Deborah não tenha se inspirado em Carolina Dieckmann... De Marcos Pasquim, a platéia já sabe o que esperar: carne, muita carne de fora. Ver o ´latin lover´ mais machão da TV passar-se por gay para sobreviver só poderia mesmo ficar engraçado. O público também gostou. A nova trama das sete estreou anteontem com média de 41 pontos, contra 35 da anterior Cobras & Lagartos. Lombardi pisou na jaca sim, mas com o pé direito.

Agencia Estado,

22 Novembro 2006 | 10h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.