Ioga, forró e teatro no último Domingo na Paulista

O domingo de céu claro e calor foium verdadeiro presente para os paulistanos que prestigiaram,hoje, a quarta e última edição do Domingo na Paulista. Como encerramento do projeto piloto promovido pela Prefeitura emconjunto com a Associação Paulista Viva, o evento poderá serincorporado ao calendário oficial do município depois de apuradoo resultado das pesquisas feitas com os freqüentadores.As duas quadras da Avenida Paulista, entre as RuasPeixoto Gomide e Pamplona, se transformaram em uma academia aoar livre, com muita gente fazendo ioga e tae kwon do no piso damais importante das avenidas paulistanas. Quem aproveitou osúltimos instantes de entretenimento lamentou o encerramento doprojeto. "Podia ter sempre, porque só assim eu posso sair dotrabalho e me distrair um pouco com as atrações", comentou Joanadas Neves Conceição, de 46 anos, faxineira de um consultóriomédico. Mesmo sozinha, ela não parou de dançar e cantar ao somde um trio de forró que embalou, principalmente, casais. "Essasmúsicas me lembram o tempo em que eu morava na Bahia."Entre as diversões do evento, houve exibições de filmes,parede de escalada para crianças, aulas de dança, ioga,apresentações de teatro, musicais, folclóricas e circenses,oficinas de sucata e origami e partidas de futebol, além deexposição de carros antigos.O Parque Trianon também ofereceu opções delazer. Trilhas pelas alamedas de árvores típicas da mataatlântica e oficinas de reciclagem de lixo e de confecção decestas com jornal chamaram a atenção de crianças e adultos, emmeio ao verde do parque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.