Iódice traz o movimento do mar para o verão

Aberto pela top Fernanda Motta, o desfile começou em tons coral

Flavia Guerra, de O Estado de S. Paulo ,

13 de junho de 2012 | 09h04

SÃO PAULO - A edição é verão 2013, não é? Então, nada mais natural (e até óbvio) que o mar seja referência e inspiração. A Ellus surgiu à tarde com um mergulho noturno no fundo do mar, em tons mais sóbrios e até sombrios, como a noite subaquática pede. Em seguida, a Iódice emergiu e evocou os movimentos das águas para propor um verão também ao mar, mas com ares de cruzeiro de luxo.

Quem é fã e conhece a marca de Valdemar Iódice sabe que, faça chuva ou faça sol, é exatamente para esta mulher poderosa, que tira férias a bordo de um iate e que não dispensa o brilho e o luxo nem mesmo durante as férias, que ele cria. Então, muito brilho, luxo, metais e sofisticação no verão Iódice 2013.

Aberto pela top Fernanda Motta, o desfile começou em tons coral. Azul, coral, prata, off-white, e até preto surgem nos vestidos com shape sequinho, ora tubinhos, ora tomara-que-caia, ora saia-lápis. Em seguida, como não poderia deixar de ser quando se fala em mar, a rede de pescar surgiu no crochê devore, em peças que variaram das capas aos mini-tops. Já o couro, clássico que é, surgiu em versões light nas peças duplas, vestidos e tops, com apliques de tachinhas que sugeriam escotilhas.

Destaque para o gazar suíço, que conferia fluidez e movimento a looks mais esvoaçantes. Ao mesmo tempo, o tecido dava estrutura aos vestidos, que ganharam babados e camadas assimétricas.

Tudo o que sabemos sobre:
SPFW verão 2013

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.