Interesse do IG em canal de TV agita o mercado

O anúncio de um possível arrendamento do canal 21 pelo iG provocou um reboliço no mercado. A assessoria do portal, presidido por Nizan Guanaes, garante que a empresa negocia a compra do Canal 21, do Grupo Bandeirantes, ou de outra emissora para transformá-la na TV City SP. O negócio contaria com a parceria do grupo canadense City TV como consultora e virtual sócia do iG na formação do canal.Enquanto a assessoria do iG confirma o interesse do portal em ter um canal de TV e as negociações com empresas de comunicação, como o Canal 21, a direção da Band nega veementemente a informação. Segundo o vice-presidente da Rede Bandeirantes, Antônio Telles, o negócio é uma "especulação delirante" do mercado. "Não há negociação alguma, nem sequer conversas atuais sobre arrendar o Canal 21 ou fazer qualquer tipo de parceria", diz Telles. "Pode até ser que o iG deseje realizar algo assim, mas entre o desejo e a consumação há um espaço bem grande." Telles ainda diz que imagina de onde surgiu toda essa história."Há três anos, a Band chegou a realizar negociações para uma parceria operacional com o grupo canadense, o City TV, mas não deu certo. Não chegamos a nenhum acordo e as conversações acabaram", explica o vice-presidente. "Hoje, não há mais nada entre os dois grupos."A estratégia do iG de investir em um canal de TV já existe há algum tempo. Nizan Guanaes chegou a negociar com João Carlos Di Gênio, proprietário do do Canal Brasileiro de Informação, o CBI. O portal também chegou a produzir conteúdo (atrações) para a Bandeirantes e para o Canal 21, iniciativa que acabou não dando certo.

Agencia Estado,

21 de agosto de 2001 | 17h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.