Interatividade marcará a cerimônia do Video Music Brasil 2008

Coletiva virtual atesta internet como mote; espectador terá possibilidade de 'roteirizar' o programa este ano

Pedro Henrique França, de O Estado de S. Paulo,

23 de setembro de 2008 | 18h15

A internet é o mote da 14ª edição do Video Music Brasil (VMB), que será realizado no próximo dia 2 no Credicard Hall, na capital paulista. A própria coletiva, realizada nesta terça-feira, 23, atestou isso. Promovida pela MTV, reuniu o mestre-de-cerimônias Marcos Mion, o responsável pelo evento, Cacá Marcondes, e a revelação teen Mallu Magalhães - todos em um bate-papo virtual com acesso restrito aos jornalistas. Trata-se, na verdade, de uma interatividade que já vem sendo testada nas edições anteriores. Este ano, portanto, vem sedimentar a ferramenta? "Sedimentar é uma tendência mundial, e a MTV sempre esteve à frente", exaltou Mion. Para Marcondes, porém, não é para vender a imagem de que "quem faz o programa é o espectador. O que estamos propondo é mais do que isso".  Entre as ações desenvolvidas para impulsionar a participação do espectador está a possibilidade de ele 'roteirizar' o programa. O apresentador Marcos Mion direciona a brincadeira, em um esquema de 'você decide'. "Terá sempre uma opção que vai entrar no programa e outra que vai perder", explica Marcondes. "Eu encaminho o espetáculo de acordo com o que a audiência escolher", completa Mion. "Surpresinhas", lembram Mion e Marcondes, estão sendo preparadas. "Mas nada que ninguém nunca tenha visto", diz o apresentador.  Internet de lado, um novo modelo está claro no VMB 2008. A idéia é apostar mais em shows do que nas categorias competitivas. Além das nove disputas - entre elas, Artista do Ano, Show do Ano e Revelação -, irão desfilar pelo palco nomes de peso da música internacional: Bloc Party e Ben Harper. E como conseguiram reunir essas atrações? Fácil: tanto a banda inglesa, quanto o músico americano estão com shows agendados na cidade próximo ao evento (Harper no About Us Festival, Bloc Party no Planeta Terra). "Os eventos não têm nada a ver com o VMB, mas é claro que eles ajudam na logística", reconhece Marcondes.  Além do esperado duo de Ben Harper com Vanessa da Mata, em Boa Sorte/Good Luck e de Pitty com a Cascadura, outros shows curiosos prometem render audiência (e risadas). Na onda do encontro que a MTV já proporcionou entre Paralamas do Sucesso e Calypso, o VMB reúne, em um de seus números, Chitãozinho e Xororó com o Fresno.  Entre os que sobem no palco para anunciar os vencedores, estão confirmados a modelo Caroline Ribeiro, a atriz Alice Braga, os esportistas olímpicos Fofão, Maureen Maggi e Cesar Cielo, além da revelação Mallu Magalhães. Esta última pouco falou durante a coletiva. Prestes a lançar CD, Mallu afirmou que as três indicações (Artista do Ano; Revelação; e Show do Ano) são "uma resposta ao seu trabalho". Disse ainda que ela e os mato-grossenses do Vanguart (com quem ela tem afinidade) representam "uma nova cena da música".  A premiação ocorre dia 2 de outubro, no Credicard Hall. O 14.º VMB será transmitido pela MTV e pelo site. O hilário Marcelo Adnet (do programa 15 Minutos) fará intervenções entre os blocos, com paródias musicais. Encerra o evento o clipe Furfles Feeling, de Adnet, com uma seleção de artistas nacionais que inclui CPM 22, Strike, Negra Li, Pitty, entre outros VJs da casa.  Como se pode ver, nomes como Skank e Paralamas já não figuram mais no VMB. "Há uma renovação", lembra Mion. Assim como no método da MTV, que há tempos deixou de priorizar o videoclipe em sua grade. "O VMB continua tendo espaço para os clipes, mas tentamos não ser mais só uma premiação, mas também uma premiação da música e da relação com a audiência".

Tudo o que sabemos sobre:
VMB 2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.