KEINY ANDRADE/AE
KEINY ANDRADE/AE

Instituto CPFL, do Café Filosófico, cancela programação para evitar disseminação do coronavírus

Com sede em Campinas, instituição comunicou que seguirá recomendações do Ministério da Saúde para evitar locais com aglomerações e ambientes fechados

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de março de 2020 | 13h07

O Instituto CPFL emitiu comunicado informando que vai cancelar sua programação prevista para os meses de março e abril, em sua sede, em Campinas, para evitar a disseminação do coronavírus.

Os eventos impactados serão o Cine CPFL, o Café Filosófico e as exposições de artes. “Essa é uma medida inabitual, que visa zelar por um ambiente saudável para o público visitante, colaboradores, fornecedores e a comunidade em geral”, informou, no comunicado, Mário Mazzilli, diretor superintendente do Instituto CPFL.

A decisão segue uma orientação do Ministério da Saúde, sobre evitar locais com aglomerações, ambientes fechados sem ventilação e deslocamento aéreos sem extrema necessidade. 

 

Coronavírus na Cultura

Surto do vírus afetou diversas programações culturais como lançamentos, feiras e estreias. Algumas atrações foram canceladas ou adiadas na Europa.

Literatura 

Os organizadores da Feira do Livro de Londres anunciaram que o evento programado para os dias 10, 11 e 12 de março foi cancelado para evitar a disseminação do coronavírus.

Nesta semana o Salão do Livro de Paris também foi cancelado, devido às medidas adotadas pelo governo francês contra o coronavírus. Nesta terça, 3, a Feira do Livro de Leipzig, na Alemanha, também foi cancelada.

Feira do Livro Infantil de Bolonha, que também seria realizada em março, foi adiada para maio. Ela está prevista para ser realizada entre os dias 5 e 7. 

Museu

Museu do Louvre, um dos principais pontos turísticos de Paris, voltou a ficar fechado nesta segunda-feira, 2, pelo segundo dia, porque os funcionários usaram de seu direito de não trabalhar em caso de perigo. Eles votaram unanimamente por não trabalhar.

Artes Visuais

A Art Basel Hong Kong, maior feira do setor na Ásia, teve sua oitava edição cancelada. No ano passado, o evento recebeu 88 mil pessoas e 242 galerias.

Cinema 

Além das 70 mil salas de cinema fechadas na China, lançamentos como Mulan frearam sua divulgação no país.

Gravações em curso também estão paradas. O novo Missão Impossível teve de suspender as filmagens em Veneza. O longa Red Notice, com Gal Gadot, também seria filmado na Itália e agora terá que mudar de país.

Música

Turnês de artistas como Avril LavigneGreen Day e BTS foram interrompidas. A perda é estimada em U$ 286 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.