Instituto Cervantes promove exposição de HQ

Começa nesta quinta-feira a exposição As Histórias em Quadrinhos da Democracia Espanhola, no Espaço Cultural do Instituto Cervantes de São Paulo. Serão exibidos desenhos em quadrinhos feitos na Espanha desde a década de 40, época em que o país era governado pelo General Franco, até os dias atuais. Na mostra, 98 painéis com desenhos de 84 autores espanhóis mostrarão, além da produção atual, as histórias e os personagens que surgiram durante o franquismo, quando os meios de comunicação espanhóis sofreram com a censura. O destaque vai para as histórias Florita (1956)(1956) de Vicente Roso, para os heróis de El Capitán Trueno (1956), de Ambrós, e para os contos de fada da personagem Azucena (1955) de Rosa Galcerán. A década de 40 é retratada na mostra porque a trajetória das histórias em quadrinhos na Espanha está diretamente ligada ao período da transição democrática que começa em 1975, com a morte de Franco, até a primeira vitória nas eleições, do partido socialista, em 1982.O público poderá conferir também trabalhos dos artistas contemporâneos Álvarez Rabo, Idígoras, Luiz García, Nazario Miguel Ángel Martín e Kim, entre outros.A exposição As Histórias em Quadrinhos da Democracia Espanhola, que fica aberta à visitações até 7 de julho, é o resultado da colaboração de editoriais, artistas, colecionadores privados e instituições espanholas e belgas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.