Ingrid Lucia e o estilo ''canário''

Descobrir algumas cantoras das quais raramente ouvimos falar por aqui parece um martírio. Como então ficamos tanto tempo sem Judy Spellman, Ledisi, Leah Chase e Ingrid Lucia? Todas fizeram shows no JazzFest. Surpresa atrás de surpresa. Leah Chase tem um talento tão grande quanto seu corpo. É uma digna herdeira de Ella Fitzgerald, assim como Ingrid Lucia é uma seguidora atenta de Billie Holiday e do estilo "canário". Ingrid compõe quase tudo que canta, e acaba de lançar o disco Midnight Rendezvous (Threadhead Records). É um jazz tradicional, delicado, e na atual formação ela se apresenta com um trombonista à frente, como um contraponto ao seu canto delicado. Já Ledisi (nome artístico de Ledisi Anibade Young) é tudo que Macy Gray e Lauryn Hill já não são mais: potente, articulada, moderna e ligada ao velho R&B. Está bombada: seu disco do anos passado, Turn me Loose, recebeu duas indicações ao Grammy. Veterana, Judy Spellmann, vinda do gospel, só fez sua estreia no festival este ano. Cantou um Summertime sem igual.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.