Influência do punk nas artes é tema de mostra em Viena

Exposição traz obras de arte, capas de discos e objetos como a bateria de uma banda

Marcelo Crescenti, BBC

30 de maio de 2008 | 10h40

Uma exposição em Viena, na Áustria, relembra a forte influência que o movimento punk teve nas artes e na cultura das últimas décadas. A mostra Punk - No One Is Innocent (Punk - Ninguém é Inocente, em tradução livre) reúne desde obras de arte inspiradas pelo movimento até capas de discos e objetos como a bateria de uma banda punk.     Veja também: Galeria de fotos    Segundo os organizadores da pinacoteca Kunsthalle de Viena, o punk significou "uma quebra total das tradições na moda, na música e nas artes." A exposição na capital austríaca relembra o início desse movimento cultural rebelde em Londres e mostra sua comercialização e a influência que ele exerce ainda hoje. "Influências do punk ainda são vistas hoje em dia nas passarelas de moda e nas galerias de arte", dizem os organizadores. Vários objetos da mostra são associados à imagem de grupos punk como os Sex Pistols. Seu primeiro single, Anarchy in the UK, de 1976, é considerado um dos marcos iniciais do movimento no mundo. Outros pioneiros relembrados na mostra vienense são a estilista de moda Vivienne Westwood, o fotógrafo Richard Kern e o artista gráfico Jamie Reid. A Kunsthalle mostra como a tendência foi se espalhando gradualmente pela Europa e pelos Estados Unidos. A mostra Punk - No One Is Innocent fica em cartaz na Kunsthalle de Viena até o dia 7 de setembro de 2008.              BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
arte punk galeria movimento crescenti

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.