Indicados ao prêmio Turner expõem em Londres

Mais importante prêmio de arte contemporânea da Grã-Bretanha exibe finalistas.

Da BBC Brasil, BBC

30 Setembro 2008 | 06h57

Uma exposição reúne, a partir desta terça-feira, obras dos quatro artistas selecionados para concorrer à edição deste ano do Turner Prize - o mais importante da arte contemporânea britânica e um dos mais controversos do mundo. As obras dos artistas Mark Leckey, Goshka Macuga, Runa Islam e Cathy Wilkes ficarão em exposição na Tate Britain até janeiro, mas o vencedor será conhecido no dia 1º de dezembro. O vencedor do prêmio - direcionado a artistas com menos de 50 anos de idade que vivem e trabalham na Grã-Bretanha - ganha, além do prestígio, a quantia de £25 mil (R$86 mil). "O Turner Prize é para mostrar obras que são intrigantes, surpreendentes e interessantes. O prêmio visa criar debate e esse ano é como os anteriores nesse sentido", disse Sophie O'Brien, curadora da mostra. PolêmicaEntre os artistas já premiados pelo Turner estão a dupla Gilbert e George e Damien Hirst, que venceu o prêmio com a polêmica ovelha conservada em líquido dentro de uma caixa de vidro.Em 2001, o artista conceitual Martin Creed venceu o prêmio ao exibir uma sala vazia contendo um interruptor de luz que era ligado e desligado. Entre os artistas escolhidos neste ano, Mark Leckey foi escolhido por sua exposição Industrial Light and Magic (Luz Industrial e Mágica, em tradução livre), que traz personagens de desenhos animados como o Gato Félix. Outro trabalho nomeado, da artista Runa Islam, nascida em Bangladesh, é um vídeo que mostra uma mulher olhando obras de porcelana em uma galeria antes de jogá-las no chão, quebrando-as. A artista plástica polonesa Goshka Macuga, que se considera uma "arqueóloga cultural", foi escolhida para concorrer ao prêmio por suas instalações em vidro, aço e tecido que remetem aos arquivos históricos. A outra britânica nomeada para a edição deste ano é Cathy Wilkes, que concorre com uma instalação que reproduz o caixa de um supermercado e traz ainda uma manequim sentada em um vaso sanitário com um pote de mingau ao lado dos pés. Segundo a crítica de arte Rachel Campbell-Johnston, o Turner Prize deste ano será "muito, muito confuso". No ano passado, o vencedor foi o artista britânico Mark Wallinger, que levou o prêmio por sua obra 'State Britain", uma recriação de 40 metros do acampamento que um pacifista instalou às portas do Parlamento britânico, em protesto contra a guerra.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.