Indenização encerra disputa por Picasso roubado

Uma mulher de Chicago pagará US$ 6,5 milhões para terminar uma disputa legal sobre um Picasso, disseram os advogados dela.Marilynn Alsdorf pagará a quantia ao neto de uma mulher judia que perdeu o quadro durante a 2.ª Guerra Mundial por culpa dos nazistas.Marilynn preferiu pagar a Thomas Bennigson, de Oakland, a continuar com a cara disputa legal sobre a obra de 1922, disse ontem seu advogado Richard Chapman. Com o pagamento, ela ficará com o quadro, avaliado em mais de US$ 12 milhões.Marilyn e seu falecido marido compraram a obra A Mulher de Branco por US$ 375 mil em 1975.Chapman disse que sua cliente não conhecia a procedência do quadro. Quando tentou vender a obra em 2002, especialistas a identificaram.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.