IMPRENSA DO IRÃ CONDENA VITÓRIA DE ARGO

Agências de notícias iranianas manifestaram descontentamento com a escolha de Argo, de Ben Affleck, como melhor filme. A produção narra a história da retirada do país de seis funcionários da embaixada americana em Teerã, em 1979. Para a agência Mehr, a escolha da primeira-dama Michelle Obama para anunciar a vitória do filme "é um sinal claro da politização da premiação". "Hollywood abriu mão da qualidade cinematográfica em nome da distorção da realidade." Segundo o cineasta iraniano Behruz Afjami, o filme de Ben Affleck foi feito "com fins propagandísticos" e sua vitória "é o maior golpe que se podia dar no prestígio da Academia de Hollywood". "Como filme, Argo não merecia prêmio algum", afirmou outro cineasta, Sirus Alvand, ao diário Aftab.

O Estado de S.Paulo

26 Fevereiro 2013 | 02h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.