Impasses na Cinemateca

Órgão terá diretora interina e vai funcionar com capacidade reduzida

FLAVIA GUERRA, O Estado de S.Paulo

04 de abril de 2013 | 02h09

O presidente do conselho da Cinemateca Brasileira, o crítico e professor Ismail Xavier, negou ontem que existam irregularidades nas prestações de contas da entidade. "O próprio Leopoldo (Nunes, secretário do Audiovisual do Ministério da Cultura) afirmou que houve falha do Ministério da Cultura na tarefa de avaliar e prestar contas em relação a seu convênio com a Sociedade de Amigos da Cinemateca", acrescentou Xavier, que se encontrou com a ministra Marta Suplicy na tarde de segunda-feira. Em entrevista ontem ao Estado, Xavier disse ainda que Olga Futemma assume interinamente a direção da instituição.

Em janeiro, a Cinemateca teve seu diretor, Carlos Magalhães, exonerado pelo secretário do Audiovisual. Em seguida, foi aberto um processo de auditoria para analisar as contas da entidade durante os dez anos de seu mandato. A medida acarretou na suspensão no repasse de verbas do Ministério da Cultura para a Cinemateca, o que causou a demissão de 43% do corpo de funcionários (de 132 funcionários, 57 foram demitidos desde então). Uma crise se instalou e, segundo depoimentos de funcionários, houve um profundo retrocesso institucional.

Segundo Xavier, a reunião com Marta, da qual participou também Leopold Nosek, presidente da Sociedade Amigos da Cinemateca, "foi muito boa". "Este foi o nosso primeiro contato e houve uma análise conjunta da situação em função da atual crise e da dispersão de funcionários. Sentimos que o ministério se mostrou muito disposto a resolver esta questão, propondo nova forma de gestão e de contratação de pessoal", diz.

Ainda segundo o presidente do conselho, a questão mais importante no momento é encontrar uma maneira de "conciliar o ritmo burocrático e administrativo das análises de contas com o ritmo de trabalho da Cinemateca". "Como manter a entidade até que tudo se resolva? Já estamos operando com quadro reduzido e apenas uma de nossas salas está funcionando", comentou Xavier. "Além disso, até que o nome de um novo diretor seja escolhido, o que deve ocorrer em alguns meses, Olga Futemma assume oficialmente o cargo de diretora interina."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.