Impasse aumenta chance de greve de atores nos EUA

Principal sindicato e estúdios não chegam a consenso sobre novo acordo coletivo.

Da BBC Brasil, BBC

17 de julho de 2008 | 18h48

Os estúdios de Hollywood e o principal sindicato dos atores da indústria de cinema e TV americana, a Screen Actors Guild (SAG), não conseguiram chegar a um consenso sobre um novo acordo coletivo para a categoria.O resultado da mais recente rodada de negociações para substituir o acordo, que expirou há cerca de três semanas, aumenta a chance de uma greve de atores, o que poderia levar a um prejuízo milionário.A SAG quer que seus filiados recebam mais dinheiro pelas vendas de DVDs e pelo material divulgado online. Analistas avaliam que o faturamento com ambas as fontes vai crescer significativamente nos próximos anos.Os estúdios, por sua vez, dizem já ter oferecido um pagamento maior.RoteiristasCerca de 120 mil atores são filiados à SAG, entre eles alguns dos nomes mais famosos de Hollywood.O sindicato é o último dos quatro grandes sindicatos de Hollywood a negociar um novo acordo com os estúdios.Neste ano, os roteiristas de cinema e TV cruzaram os braços por três meses em uma disputa semelhante, que chegou a paralisar a produção de alguns seriados.Segundo o correspondente da BBC em Los Angeles, Rajesh Mirchandani, não existe previsão para uma nova rodada de negociações entre a SAG e os estúdios.Prevendo a possível greve, os estúdios já dão sinais de estarem evitando iniciar novas produções - e a indústria deve permanecer parada até que um novo acordo seja alcançado, diz Mirchandani.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.