"Ilha Rá-Tim-Bum" sai do papel

A Ilha Rá-Tim-Bum está finalmente saindo do papel. Anunciada em 1998 com custo de R$ 8 milhões, a nova série ficou engavetada por problemas financeiros. Agora, o ritmo é acelerado: figurinos, maquetes e cenários estão em criação. Prevista para ter 90 capítulos, a série contará com cenários desmontáveis, uma teia de aranha gigante, em que uma acrobata fará as vezes da dona da casa, uma torre em forma de concha do mar e até um rio.Dos novos personagens, destaque para Suzana, a simpática cobra que é prima de Sílvia e Celeste (de Rá-Tim-Bum e Castelo Rá-Tim-Bum). A nova personagem ganhou vários "corpos", que serão trocados de acordo com seu humor. O grande vilão é Nefasto - sua cabeça vai borbulhar quando pensar. Rá, Tim e Bum serão três animaizinhos da ilha - uma preguiça, um tatu e um passarinho. Há ainda Hepácia, uma bibliotecária de Alexandria.Sob direção-geral da cineasta Laís Bodanzky e com roteiro de Flávio de Souza, o novo programa contará as aventuras de um grupo de jovens numa ilha encantada. As filmagens da primeira fase da série devem começar no segundo semestre. "Mas entrar no ar, só mesmo no ano que vem", prevê o cenógrafo Marcelo Oka.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.