NYT
NYT

Idealismo e bons sentimentos. E o resultado é médio

Van Sant mostra que os grandes nem sempre acertam

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

04 de setembro de 2013 | 02h23

Havia muita expectativa em Berlim, em fevereiro, pela nova parceria entre o ator e roteirista Matt Damon e o diretor Gus Van Sant. Em 1997, Damon e Ben Affleck escreveram e interpretaram Gênio Indomável, que Gus dirigiu - e a dupla de atores recebeu o Oscar de roteiro, o primeiro de Ben, antes da recente consagração de Argo. Damon agora coescreve com John Krasinski e ambos atuam na história do 'salesman' que chega a uma pequena cidade e tenta convencer os habitantes a venderem para uma grande empresa de exploração de petróleo os direitos de prospecção do gás natural sob suas terras.

Basta isso para que você adivinhe o resto - na entrevista, o próprio Gus Van Sant fala sobre o desafio que representam certos roteiros tradicionais que lhe são oferecidos, e ele aceita fazer. É um diretor que tem experimentado e ousado, mas também parece um tanto esquizofrênico. Ele refez Psicose, de Alfred Hitchcock, tentando repetir, plano a plano e com o mesmo timing, um dos filmes mais influentes do cinema. Alternou narrativas 'desconstruídas' - Paranoid Park - com outras lineares - Encontrando Forrester. Vive se testando, e o teste muitas vezes é sobre o que conseguirá alcançar no chamado 'cinemão'.

Leia Também

Tudo pela amizade

Se você não acha que Matt Damon - o personagem - vai passar por uma experiência transformadora, é porque não entende nada de Hollywood. Terra Prometida utiliza-se de uma dobradinha difícil - sentimentos e idealismo podem rimar, mas também se arriscam a produzir xaropadas bem-intencionadas. Na entrevista, Van Sant confirma que Frank Capra foi seu modelo. Só isso já basta para que meio mundo veja seu novo filme com suspeita. Capra, a despeito de seus 'ismos', foi um entertainer, mas não é um diretor que a crítica tenha em grande conta. Terra Prometida, que sai só em DVD no País, promete mais que cumpre.

 

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.