Hugo Boss aposta no sportswear

A grife masculina Hugo Boss, mais conhecida por seu corte e acabamento em alfaiataria impecáveis, lança sua Primavera/Verão 2000-2001 com uma cara bem amsi moderna. Com desfile intimista em sua loja, nos Jardins, mostrou que a fama de tradicional ficou para trás. A inspiração é essencialmente tecnológica. As referências esportivas e o visual mais techno vieram para ficar. Para quebrar a seriedade da etiqueta Black Label, mais elegante e sofisticada, a marca adiciona um toque funcional com a Orange Label. A coleção, que vem acompanhada de uma etiqueta laranja vibrante, já anunciou o seu tom: um sportswear que mistura referências mais convencionais com tecidos e detalhes esportivos.Alpinismo, caiaque e motociclismo são algumas das referências marcantes. Os looks da Boss são quase todos em cores frias como branco areia, gelo, cinza, azul e verde apagado, mas há pontos de luz, em laranja e amarelo energético. Os esportes estão mesmo em todo o conceito das roupas, que são divididas em dois temas: Absolute Cool e Total Jungle. Seja nos tecidos como o nylon, tendência que aparece principalmente em jaquetas, ou no chamado tecido papel, com destaque nas camisas, calças e jaquetas. Os zíperes duplos, os detalhes dos capuz, bolsos internos e velcros nas camisas e calças acompanham a atitude dos looks. Os acolchoados nos joelhos e ombros, retirados de seu contexto funcional protetor nos esportes, ganham ares modernos nas roupas urbanas. O jeans com lavagens especiais e as sandálias papete com solado de borracha e tiras de couro, ou os tênis à la Prada também compõem o visual sportswear sofisticado. A modelagem segue a mesma linha, com formas mais confortáveis e largas em peças como a calça de cintura baixa. As jaquetas com zíper duplo e as bermudas no joelho estão sempre acompanhadas de acessórios, como pochetes na cintura, bolsas a tiracolo ou mochilas. Nos looks mais sofisticados, a Boss também aposta no toque de modernidade. Os ternos tem calças mais curtas e retas, sem pregas, com bolsos chapados. A tendência do momento é abusar das combinações monocromáticas, como na entrada com terno e camisa claros, e gravata com nó fininho no mesmo tom. A seriedade dos costumes é quebrada com combinações de camisetas, camisas de gaze ou nos materiais tecnológicos. Na alfaiataria tradicional, o azul marinho é o novo preto e as jaquetas ganham um acabamento rústico de napa. Cores neutras e tecidos de fibras naturais, como o algodão em linho, fazem o contraponto com materiais da nova geração. O branco também volta com tudo, notável nos ternos e paletós mais despojados, combinados com peças de malha e jérsei. Definitivamente a grife aposta num verão com personalidade para homens antenados com uma nova forma de vestir. A grife também começa a investir nas mulheres, e estréia a nova coleção Boss Woman dia 5 de outubro, com desfile em Milão. No Brasil, a primeira coleção para mulheres chega em março. O rosto desta nova empreitada será a modelo suiça Mini Anden, fotografada por Peter Lindbergh para a campanha internacional da fragrância Boss Woman e para a coleção Primavera/Verão 2001.

Agencia Estado,

23 de setembro de 2000 | 00h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.