HQs com heróis nacionais ganham espaço na internet

O mundo das Histórias em Quadrinhos encontrou na internet uma forma direta de divulgar os super-heróis brasileiros, driblando a resistência dos distribuidores em colocar as histórias nas bancas. No site Super HQ, criado pelo editor Daniel Vardi, 35 anos, o leitor encontra histórias inéditas e personagens nacionais para download. O interessado pode baixar os quadrinhos gratuitamente e, no caso de resolver desembolsar algum dinheiro, o valor é repartido na proporção de 30% para o site Super HQ e 70% para os autores. A quantia deve ser depositada na conta da editora de Verdi - para que o autor receba sua parte, o comprador deve enviar por e-mail o nome da HQ que baixou. A internet tornou-se a opção mais viável para os autores nacionais. O Super HQ está no ar há menos de 15 dias. Para Vardi, o quadrinho nacional sofre com o preconceito por parte dos distribuidores. Segundo ele, os distribuidores dizem que super-herói brasileiro não vende. "Acho que o mundo virtual vai me abrir portas para novas parcerias?, aposta Vardi.Atualmente, o Super HQ já hospeda histórias de Tristão, um herói marcado pela morte de sua amada, além das aventuras de Homem-Grilo, Paladino, Marko e outros. Em breve, estréias na web os quadrinhos de Toninho do Diabo e de um herói criado pelo próprio Vardi, o Amanhecer. Os roteiristas e desenhistas de HQ podem mandar um e-mail para o site e enviar seu próprio material. As informações são do Jornal da Tarde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.