HQ reúne heróis e vilões ingleses

Fim do século 19 em uma Londres escura, de becos e vielas sujas onde se espreme uma casta: a classe operária surgida após a Revolução Industrial. Cenário perfeito para que Alan Moore crie uma confraria fantástica que une os mais famosos personagens de escritores como Júlio Verne, H.G. Wells, Bram Stoker, Edgar Allan Poe e outros numa HQ policialesca passada em 1898.As Aventuras da Liga Extraordinária (Pandora Books, 48 páginas, R$ 5,90) foi lançada na Inglaterra em 99 e chega agora às bancas brasileiras. Moore assina o enredo - que ganhou os prêmios Will Eisner e Eagle de melhor roteiro - e entregou o encargo dos desenhos a Kevin O´Neill. Nos quadrinhos, o encontro entre personagens de histórias diferentes, o crossover, é comum.Nemo & Drácula - O gibi se aproveita desse recurso. De Drácula, de Bram Stoker (1847-1912), veio Wilhelmina Murray, por quem o apaixonado vampiro atravessou ´oceanos de tempo´. De Júlio Verne (1828-1905), o anarquista indiano Capitão Nemo e seu famoso submarino Nautilus, do livro 20.000 Léguas Submarinas. De Robert Louis Stevenson (1850-1894), ninguém menos que Dr. Jekyll e sua ´cara-metade´, Mr. Hyde, de O Médico e o Monstro.O herói Allan Quatermain, de As Minas do Rei Salomão, de H. Rider Haggard (1856-1925), e Hawley Griffin, o anti-herói de O Homem Invisível, de H. G. Wells (1866-1946), completam o time. A história é simples: eles são cooptados por um homem misterioso com a missão de unirem seus "dons" para recuperar uma nova invenção que caiu em mãos erradas e que pode por em risco o império britânico.Farrapo humano - Até aí, nada de mais. O interessante é a idéia de descortinar o "... e viveram felizes para sempre" dos contos de fada. Descobrir o que aconteceu com os heróis ao fim de suas aventuras. Allan Quatermain, por exemplo, é encontrado no Egito, um farrapo humano viciado em ópio. Isso também dá margem a várias citações a outros escritores e personagens do século 19, como Edgar Allan Poe e Arthur Conan Doyle.Dr. Jekyll, que todos davam como morto, reaparece em Paris. O local escolhido? Um bairro boêmio próximo a fatídica Rua Morgue. A mesma do conto de Poe, Os Assassinatos da Rua Morgue. Para ajudá-los, o homem responsável pela elucidação daquele caso, o policial Auguste Dupin. Este, aliás, foi o personagem que inspirou Conan Doyle a criar Sherlock Holmes.O famoso detetive também não ficará de fora. Apesar de considerado morto há sete anos, quando caçava seu inimigo, professor Moriarty - nas Cataratas Richenbach, no conto O Problema Final - ele será uma peça importante na trama, que se divide em três gibis. O enredo, porém, não fica cifrado, mesmo quem não leu os livros vai gostar de As Aventuras... , mas aí está uma boa desculpa para procurar, ou rever, os personagens em suas histórias originais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.