Houellebecq diz o seu segundo 'não'

O autor francês era um dos destaques da mostra, que reúne, na semana que vem, escritores em Paraty

MARIA FERNANDA RODRIGUES, O Estado de S.Paulo

27 de junho de 2013 | 02h19

O francês Michel Houellebecq, que em 2011 disse que vinha à Festa Literária Internacional de Paraty e acabou cancelando de última hora, foi confirmado de novo para o evento deste ano. E cancelou mais uma vez, alegando problemas pessoais. A Flip começa na próxima quarta-feira e vai até o domingo.

A organização deve anunciar hoje quem vai substituir o polêmico escritor. A ideia, porém, é promover uma conversa sobre o atual momento político do País.

Segundo a organização, os ingressos adquiridos para o encontro com Houellebecq passam a valer para a nova mesa, mas quem preferir o dinheiro de volta deve entrar em contato com a Ingresso Rápido pelo telefone 4003-2051, de segunda a sábado, das 9 h às 22 h.

Houellebecq, conhecido por sua imprevisibilidade, era o principal convidado da Flip. Agora, as atenções se voltam para nomes como o norueguês Karl Ove Knausgard, autor da controversa série Minha Vida, cujo primeiro volume - A Morte do Pai - acaba de sair no Brasil; a contista americana Lydia Davis; e o poeta e cientista político palestino Tamim Al-Barghouti - seus poemas foram cantados nas recentes manifestações na Praça Tahrir, no Egito. O francês Jérôme Ferrari também deve chamar a atenção. Entre os brasileiros, destaque para os cineastas Eduardo Coutinho e Nelson Pereira dos Santos, as poetas Alice Sant'Anna e Bruna Beber, o romancista e professor de literatura brasileira nos EUA José Luiz Passos e a cantora Maria Bethânia. Não há mais ingressos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.