Homem arranca cabeça de imagem de Hitler em museu de Berlim

Um homem arrancou neste sábado a cabeçade uma polêmica estátua de cera de Adolf Hitler na abertura domuseu Madame Tussauds, em Berlim, informou a polícia. Minutos após a abertura do museu, um alemão de 41 anospassou por dois seguranças que guardavam a obra. "Então elesubiu na figura e arrancou sua cabeça", disse um porta-voz dapolícia. A polícia foi alertada e deteve o homem, que não resistiu àprisão. Ele está sendo acusado de agressão e dano àpropriedade. A estátua de cera de um Hitler carrancudo em um bunkerdurante os últimos dias da sua vida foi criticada como sendo demau gosto. Uma apresentação à imprensa do novo museu MadameTussauds, na quinta-feira, foi ofuscada por uma revolta contraa exibição. Críticos disseram que era inapropriado exibir uma imagem doditador nazista, que iniciou a Segunda Guerra Mundial e ordenoua exterminação dos judeus da Europa, em um museu no qual eleaparecerá ao lado de celebridades, pop stars, estadistas eheróis do esporte. Cerca de 25 pessoas passaram cerca de quatro mesesconstruindo a obra de arte, usando mais de 2.000 fotos e outrosmateriais de arquivo e também guiadas por um modelo do"Fuehrer" da franquia de Londres do Madame Tussauds. Na Alemanha, é ilegal mostrar símbolos nazistas e obras dearte exaltando Hitler. A peça foi isolada para impedir quevisitantes tirassem fotos ao lado do monumento. Placas discretas pediam que os visitantes não tirassemfotos com a estátua de Hitler, "por respeito a milhões depessoas que morreram durante a Segunda Guerra Mundial". Instituições como a fundação para o Memorial do Holocaustoclassificaram a idéia de exibir a imagem como de mau gosto,dizendo que a estátua foi colocada no museu para gerar negócio. (Por Paul Carrel e Sabine Ehrhardt)

REUTERS

05 de julho de 2008 | 12h16

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEHITLERMUSEU

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.